Esporte

Atlético-PR e Santos iniciam duelo brasileiro pelas oitavas da Libertadores

04/07/2017 15h57

Curitiba, 4 jul (EFE).- Com um prognóstico incerto devido ao momento irregular vivido pelas duas equipes, Atlético-PR e Santos farão o único confronto entre equipes do mesmo país nas oitavas de final da Taça Libertadores e disputarão o jogo de ida nesta quarta-feira na Vila Capanema, em Curitiba.

As semanas que antecederam a primeira partida foram marcadas pela indefinição quanto ao palco, já que a casa do Furacão, a Arena da Baixada, recebe nesta semana a fase final da Liga Mundial de vôlei. Em um primeiro momento, o clube paranaense tentou negociar o uso do Couto Pereira, do Coritiba, mas não obteve sucesso.

Os dirigentes do Atlético mostraram um contrato de 2015 em que supostamente o Coxa deveria aceitar alugar seu estádio, mas o rival levou o caso à Justiça e recebeu sentença favorável. Com isso, os rubro-negros buscaram refúgio na Vila Capanema.

No aspecto esportivo, o Furacão entrará em campo vindo de duas derrotas, a goleada por 4 a 0 diante do Grêmio, pela Copa do Brasil, e o 1 a 0 para o Sport, no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro. No fim de semana, o técnico Eduardo Baptista optou por escalar equipe mista.

Baptista terá a volta de seis titulares, que descansaram e não viajaram para o Recife: os laterais Jonathan e Sidcley, o zagueiro Thiago Heleno, o volante Otavio, o meia Nikão e o atacante Pablo. Por outro lado, o também defensor Wanderson cumprirá suspensão e terá de dar lugar a Paulo André.

"Não estamos jogando bem. Agora estamos passando por uma fase decisiva e não estamos bem. Isso me preocupa, porque quero o melhor para o clube. Na minha opinião, de nada serve dizer que tudo vai bem, porque não vai", comentou o goleiro Weverton.

O Santos também não vive grande fase. O tricampeão da América também perdeu seu primeiro jogo pelas quartas de final da Copa do Brasil, para o Flamengo, por 2 a 0, e empatou com o Atlético-GO em 1 a 1 em Goiânia no último sábado.

A principal novidade no Peixe em relação à primeira fase é a presença de Levir Culpi, em substituição a Dorival Júnior, à frente do time. O treinador não poderá contar com o lateral Zeca, machucado, nem com o atacante Ricardo Oliveira, diagnosticado com pneumonia, além do meia Vitor Bueno, que machucou o joelho direito e ficará longe dos gramados por nove meses.

"Esperamos um jogo disputado, com muita marcação. Tentaremos ter uma postura agressiva com o campo pequeno. Eles precisam fazer gol, a torcida os empurrará, então temos de aguentar a pressão e fazer nossos golzinhos", disse o lateral Victor Ferraz.

Quem sobreviver ao confronto brasileiro poderá ter outro representante do país, o Palmeiras. Para isso, o atual campeão nacional precisará passar pelo Barcelona de Guayaquil.



Prováveis escalações:.

Atlético-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Lucho González e Matheus Rossetto; Nikão, Douglas Coutinho e Pablo. Técnico: Eduardo Baptista.

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Copete, Bruno Henrique e Kayke. Técnico: Levir Culpi.

Árbitro: Roberto Tobar (Chile), auxiliado pelos compatriotas Marcelo Barraza e Claudio Ríos.

Estádio: Vila Capanema, em Curitiba.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo