Esporte

CAS rejeita recurso e mantém ciclista que agrediu rival fora do Tour

06/07/2017 13h24

Redação Central, 6 jul (EFE).- A Corte Arbitral do Esporte (CAS) rejeitou nesta quinta-feira o recurso do ciclista eslovaco Peter Sagan e da equipe Bora-Hansghore, contra a exclusão do Tour de France, por cotovelada que tirou o britânico Mark Cavendish, da Dimension Data, da prova.

A decisão foi divulgada por meio de comunicado, que aponta que o competidor "continua desqualificado", como havia definido anteriormente o painel de Comissários da competição, após a quarta etapa, entre Mondorf les Bains e Vittel.

A Bora-Hansghore questionou a punição da organização do Tour, respaldada pela União Ciclística Internacional (UCI), por considerar que não era respaldada pelo regulamento da disputa, por ter sido determinada sem que Sagan fosse ouvido.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Esporte

Topo