Esporte

Promessa brasileira assina contrato com equipe da liga americana de beisebol

06/07/2017 21h17

São Paulo, 6 jul (EFE).- O brasileiro Eric Pardinho, promessa de 16 anos, assinou nesta quinta-feira um contrato para disputar a MLB, a liga americana de beisebol, pelo time canadense Toronto Blue Jays, que se empolgou com seus arremessos que ultrapassam os 150 km/h.

"Há muitos jogadores na World Series, os três que estão na MLB e outros em ligas menores. Agora é só o começo, e até lá há muito tempo para mim e para os outros jogadores", disse Pardinho à Agência Efe em um hotel de São Paulo após assinar o contrato, que tem um bônus de US$ 1,5 milhão.

O arremessador de ascendência japonesa destacou que com o tempo que tem pela frente se esforçará para chegar rápido às ligas maiores e revelou por que entrou para o beisebol.

"Tudo começou quando eu tinha seis anos. Minha mãe jogou softbol, e meu tio e meu avô, beisebol. Um dia na praia, meu tio me viu arremessando, disse que eu tinha chances no beisebol e pediu permissão ao meu pai. Aí, meu pai me levou ao campo na mesma semana e acabou que eu gostei muito", recordou.

Em um país marcado pela influência do futebol e com ídolos para a juventude como o atacante Neymar, Pardinho optou por seguir a tradição da família.

"Neste período, sempre amei muito o beisebol, qualquer jogo era beisebol e qualquer coisa para discutir com os amigos ainda é o beisebol", declarou.

Expoente de um esporte com pouca tradição e projeção, o arremessador buscará na World Series seguir os passos do receptor Yan Gomes, primeiro brasileiro a chegar à elite do beisebol em 2012, também pelos Blue Jays. Hoje, é ídolo do Cleveland Indians.

Um ano depois foi a vez do arremessador André Rienzo, com o Chicago White Sox e que defende o Miami Marlins desde 2015, temporada na qual o defensor externo Paulo Orlando assinou contrato com Kansas City e se tornou o primeiro brasileiro a conquistar a World Series.

"Este processo da contratação de Eric Pardinho é muito bom para os jogadores mais jovens. Pardinho vai ser um exemplo, um espelho para que os demais consigam o que ele está fazendo hoje", comentou à Efe o presidente da Confederação Brasileira de Beisebol e Softbol (CBBS), Jorge Otsuka.

Com uma média de velocidade de arremesso melhor que o de muitos jogadores da sua idade nos Estados Unidos, Pardinho despertou o interesse do Toronto na World Baseball Classic (WBC), torneio de seleções disputado em março em Nova York.

Em janeiro, quando completará 17 anos, ele estará com a equipe B dos Blue Jays em uma competição na República Dominicana, antes de passar, já em território americano, pelas categorias precedentes à MLB.

Ao todo, há agora 16 brasileiros com contrato com equipes da liga americana. A maioria deles, pela idade, se encontra em filiais ou categorias de base.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Esporte

Topo