Esporte

Venezuelano não presenciará homenagem da MLB em protesto por situação no país

11/07/2017 18h52

Caracas, 11 jul (EFE).- O ex-jogador Luis Aparicio, único venezuelano integrante do Hall da Fama da MLB, liga americana de beisebol, não estará na homenagem que receberá antes do All-Star Game, como forma de protesto pela situação política no país sul-americano.

"Obrigado @MLB pela homenagem no #ASG2017, mas não posso celebrar, enquanto os jovens do meu país morrem lutando por ideais de liberdade", escreveu no Twitter o ex-Chicago White Sox, Baltimore Orioles e Boston Red Sox.

A Venezuela atravessa uma onda de protestos, a favor e contra o presidente Nicolás Maduro. Muitas das manifestações estão terminando com violentos confrontos, que, segundo o Ministério Público do país, já teriam deixado 92 mortos.

Aparicio, de 83 anos, foi convocado 13 vezes para disputar o All-Star Game, nas 18 temporadas que fez pela NFL. Em 1956, chegou a ser eleito o Novato do Ano.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo