Esporte

Invictos, Estados Unidos e Jamaica decidem Copa Ouro nesta quarta-feira

25/07/2017 16h59

Santa Clara (EUA), 25 jul (EFE).- Estados Unidos e Jamaica farão nesta quarta-feira, às 22h30 (de Brasília) a final da Copa Ouro, no Levi's Stadium, em Santa Clara, em que os anfitriões do torneio tentarão erguer o troféu pela sexta vez, e os 'Reggae Boyz' irão em busca do primeiro título.

Os americanos foram campeões da competição em 1999, 2002, 2005, 2007 e 2013. Além disso, foram quatro derrotas em decisões, em 1993, 1998, 2009 e 2011. Os jamaicanos, por outro lado, só uma vez lutaram pela chance de ficar com a taça, há dois anos, quando perdeu para o México por 3 a 1.

Na comparação das campanhas, os EUA têm melhor campanha, com quatro vitórias e um empate, em cinco jogos. Nos últimos três compromissos, vitória sobre a Nicarágua por 3 a 0, El Salvador e Costa Rica, ambas por 2 a 0, essa última nas semifinais.

A Jamaica, por sua vez, avançou na segunda colocação do grupo C, atrás dos mexicanos, com quem empataram em 0 a 0. Nas quartas, a seleção caribenha passou pelo Canadá por 2 a 1, e, nas semis, pela própria 'Tri' por 1 a 0, graças a gol de falta do lateral-esquerdo Kemar Lawrence, aos 43 minutos do segundo tempo.

O duelo decisivo desta quarta-feira, de certa forma, tem sabor de vingança para a seleção americana. Há dois anos, no Georgia Dome, em Atlanta, os 'Reggae Boyz' garantiram vaga na decisão da Copa Ouro ao bater o rival por 2 a 1. O técnico Bruce Arena, no entanto, preferiu deixar o retrospecto de lado.

"Precisamos ganhar esse jogo que nos falta, que é o mais importante. Conhecemos o rival que enfrentaremos e estamos preparados para apresentar o nosso melhor futebol", afirmou o comandante do 'US Team', que está invicto desde que foi recontratado, em novembro do ano passado.

O treinador da Jamaica é Theodore Whitmore, autor dos gols da única vitória do país em uma Copa do Mundo, sobre o Japão por 2 a 1, em 1998. Depois de duas passagens como interino e outra como efetivo, o ex-meia não deixou de elogiar o potencial da seleção atual.

"Soubemos trabalhar bem, com o talento jovem que integrou a equipe nessa Copa Ouro. Isso nos deixou mais competitivos e melhor na defesa, que é nosso forte", garantiu o técnico.

O torneio continental da Concacaf é realizado de dois em dois anos. O vencedor desta edição, caso a Copa das Confederações seja mantida, terá que duelar com o campeão de 2019, para garantir uma vaga.



Prováveis escalações:.

Estados Unidos: Howard; Zusi, Besler, González e Villafana; Arriola, Bradley, Acosta e Nagbe; Altidore e Dempsey. Técnico: Bruce Arena.

Jamaica: Blake; Powell, Lowe, Richie e Taylor; Lawrence, Gordon, Watson e Francis; Mattocks e Williams. Técnico: Theodore Whitmore.

Árbitro: não divulgado.

Estádio: Levi's Stadium, em Santa Clara (Estados Unidos).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo