Esporte

Mundial de Atletismo de Londres terá forte esquema antidoping

31/07/2017 17h51

Londres, 31 jul (EFE).- Os atleta que participarão do Mundial de Atletismo de Londres, que será disputado entre os dias 4 e 13 de agosto, serão submetidos a um estrito esquema antidoping.

A Unidade de Integridade no Atletismo (AIU) do Reino Unido e a Federação Britânica de Atletismo afirmaram em comunicado que, antes do início da competição, serão feitas 600 análises de sangue para estabelecer um "passaporte biológico" do atleta e detectar substâncias proibidas, como o "hormônio do crescimento".

Quando as competições começarem, os funcionários dos órgãos coletarão mais 600 amostras de urina, que serão testadas para substâncias como esteroides, eritropoietina e EPO.

O presidente da AIU, David Howman, indica na nota que o essencial nesse programa é o trabalho feito nos meses anteriores às competições. Segundo ele, vários testes aleatórios em atletas que disputariam o Mundial de Londres foram realizados.

Durante um período de dez meses prévio ao evento, foram coletadas 2 mil amostras de sangua e 3 mil de urina, indicou o comunicado.

As amostras coletadas durante a competição serão levadas para um local seguro para que sejam utilizadas como referência no futuro, indicou a nota divulgada pelos dois órgãos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo