Esporte

Casemiro volta a marcar, Real vence Manchester United e conquista Supercopa

08/08/2017 17h49

Skopje (Macedônia), 8 ago (EFE).- Com mais um gol do volante Casemiro em decisões, o Real Madrid bateu o Manchester United por 2 a 1 nesta terça-feira, no estádio Telekom Arena, em Skopje (Macedônia), e conquistou pela quarta vez o título da Supercopa Europeia, torneio em partida única que coloca frente a frente o vencedor da Liga dos Campeões e o da Liga Europa.

Destaque pela grande capacidade como marcador e pela qualidade no passe, Casemiro vem se acostumando a ser decisivo também balançando a rede. Há pouco mais de dois meses, deixou sua marca na goleada sobre a Juventus por 4 a 1, em Cardiff, na final da 'Champions'. Hoje, ele abriu caminho para o triunfo do time madrilenho, que contou também com gol de Isco. Lukaku descontou para o United.

Foi o primeiro encontro do técnico português José Mourinho, agora nos 'Diabos Vermelhos', com o Real, desde que foi demitido, em maio de 2013, sem ter conquistado a sonhada Liga dos Campeões pela décima vez.

Mourinho, que levou a equipe de Manchester ao título inédito da Liga Europa na última temporada, teve à disposição os três reforços contratados para esta temporada. O volante sérvio Nemanja Matic, adquirido junto ao Chelsea, e o atacante belga Romelu Lukaku, ex-Everton, começaram jogando, enquanto o zagueiro sueco Victor Lindelof, que veio do Benfica, ficou no banco.

No Real, Zinedine Zidane repetiu dez dos 11 titulares da goleada sobre a Juve. Cristiano Ronaldo, que voltou de férias apenas no último sábado, foi deixado na reserva e entrou apenas na parte final do duelo.

Casemiro se mostrou perigoso pela primeira vez no jogo aos 14 minutos de bola rolando. Kroos cobrou escanteio e o volante brasileiro cabeceou na trave.

Foi apenas um aviso de que a faceta oportunista do ex-jogador do São Paulo estava apurada nesta noite na Macedônia. Aos 23 minutos, Carvajal lançou entre os marcadores, Casemiro apareceu livre, em posição duvidosa, e tocou na saída do goleiro De Gea para fazer 1 a 0.

O dodecacampeão europeu voltou a balançar a rede novamente aos 28, mas o lance foi corretamente anulado. Benzema adiantou e Bale empurrou para o fundo do gol, mas a arbitragem marcou impedimento do atacante galês.

A melhor chance do United na primeira etapa aconteceu aos 45. Pogba levantou na medida para Lukaku, que cabeceou firme no canto esquerdo. Navas se esticou todo e fez a defesa.

Sem diminuir o ritmo, a equipe madrilenha aumentou a vantagem pouco depois do intervalo, aos seis minutos do segundo tempo. Isco trocou passes com Bale e, cara a cara, bateu colocado no canto esquerdo para marcar o segundo.

O jogo então esquentou, com chances para os dois lados. Aos oito minutos, Pogba cabeceou, Navas rebateu e, com o gol aberto, Pogba chutou para fora. Aos 15, depois de bonita troca de passes, Bale apareceu sozinho e concluiu no travessão.

Em seu melhor momento na partida, aos 16 minutos, os 'Diabos Vermelhos' descontaram. Matic arriscou de fora da área, o goleiro costarriquenho deu mais um rebote e, desta vez, Lukaku conferiu e deixou o placar em 2 a 1.

Na sequência, a decisão voltou a sofrer uma alteração em sua dinâmica, ficando mais truncada. Um novo lance de perigo aconteceu apenas aos 36 minutos, quando Rashford avançou com liberdade e teve tudo para empatar, mas finalizou em cima de Navas.

Ainda houve uma oportunidade para cada lado nos instantes finais, mas o placar não foi mais alterado. Aos 45 minutos, Felaini aproveitou levantamento da direita e cabeceou no canto para grande intervenção de Navas. Um minuto depois, Vázquez deixou três na saudade dentro da área, foi ao fundo pela direita e rolou para Asensio, que parou em milagre de De Gea.



Ficha técnica:.

Real Madrid: Navas; Carvajal, Varane, Sergio Ramos e Marcelo; Casemiro, Kroos e Modric; Isco (Vázquez), Bale (Asensio) e Benzema (Cristiano Ronaldo). Técnico: Zinedine Zidane.

Manchester United: De Gea; Valencia, Smalling, Blind e Darmian; Matic, Herrera (Felaini), Pogba; Mkhitaryan, Lingard (Rashford) e Lukaku. Técnico: José Mourinho.

Árbitro: Gianluca Rocchi (Itália), auxiliado pelos compatriotas Elenito Di Liberatore e Mauro Tonolini.

Cartões amarelos: Carvajal e Sergio Ramos (Real Madrid); Lingard e Rashford (Manchester United).

Estádio: Telekom Arena, em Skopje (Macedônia).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo