Esporte

Maradona rebate opositor venezuelano após críticas por apoio a Maduro

09/08/2017 19h00

Buenos Aires, 9 ago (EFE).- O ex-jogador Diego Maradona acusou nesta quarta-feira Henrique Capriles, um dos principais líderes da oposição na Venezuela, de se vender e se vitimizar, depois de ter sido criticado por ele pelas declarações de apoio feitas ontem ao presidente do país, Nicolás Maduro.

"Capriles, não se faça de vítima comigo. Eu sei muito bem o que é viver com sete irmãos e não ter nada para comer. Tomara que tivéssemos tido US$ 15!!! A diferença entre você e ue é que eu não me vendi nunca. #VivaMaduro!!!", escreveu Maradona no Facebook.

Ontem, na mesma rede social, Maradona afirmou que estava pronto para ser um "soldado" de Maduro na luta por uma Venezuela livre e para combater o imperialismo.

As declarações foram criticadas por Capriles, que disse que o ex-jogador se diz uma pessoa de esquerda, mas vive como milionário.

"Perguntaria a essas pessoas que se dizem de esquerda, que se dizem progressistas, que dizem defender Maduro, se eles viveriam com US$ 15 por mês. Se for assim, que sigam defendendo-o", afirmou Capriles, que também é governador do estado de Miranda.

Maradona acrescentou no texto publicado hoje uma foto da casa onde foi criado, em Villa Fiorito, uma das regiões mais pobres da província de Buenos Aires.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo