Esporte

Com gol irregular no fim, Alemanha bate República Tcheca e se mantém 100%

01/09/2017 17h45

Redação Central, 1 set (EFE).- Atual campeã mundial, a Alemanha esteve perto do primeiro tropeço nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, mas venceu a República Tcheca por 2 a 1 nesta sexta-feira na Eden Arena, em Praga, graças a um gol irregular do zagueiro Hummels e manteve os 100% de aproveitamento no grupo C.

O triunfo levou a seleção do técnico Joachim Löw a 21 pontos, garantindo ao menos presença na repescagem como uma das melhores segundas colocadas. A segunda posição é da Irlanda do Norte, que derrotou San Marino por 3 a 0 fora de casa, em Serravalle, e foi a 16.

Para os tchecos, a vaga na Copa, que não vem desde o torneio de 2006, ficou mais distante. A equipe ficou com dez pontos e agora se limita a brigar com os norte-irlandeses pela vice-liderança.

Campeã da Copa das Confederações com time B há dois meses, a 'Mannschaft' contou com o retorno de jogadores importantes, como o próprio Hummels, os meias Kroos e Özil e o atacante Müller, mas ainda não teve o goleiro Neuer e o também defensor Boateng.

A Alemanha abriu o placar logo aos quatro minutos de bola rolando, em jogada iniciada por Hummels, que fez o desarme na defesa. Özil foi acionado e fez lindo passe para Werner, que mostrou categoria para tirar de Vaclík e fazer 1 a 0.

O jogo então ficou lá e cá, e a equipe visitante teve ótima chance para aumentar a vantagem, aos 20 minutos. Em bonita troca de passes, Brandt passou para Müller, que percebeu a chegada de Sindl e rolou. O volante bateu rasteiro, e Vaclík interceptou com o pé.

No segundo tempo, o ritmo caiu, e a tetracampeã mundial passou a correr alguns riscos. Logo aos cinco minutos, Soucek arrematou de fora da área, e, depois de desvio, Ter Stegen quase foi pego no contrapé, mas fez a defesa.

Sem muita criatividade, a República Tcheca contou com um lindo chute de longe para empatar. Aos 32, Darida, conhecido da torcida alemã por defender o Hertha Berlim, teve espaço na meia, ajeitou para o pé direito e soltou uma bomba que morreu no ângulo. A bola ainda bateu no travessão antes de entrar.

Precisando da vitória, os tchecos foram para cima, mas quem "achou" o segundo gol foi a Alemanha. Aos 42 minutos, Kroos cobrou falta da intermediária, Hummels, impedido, cabeceou com estilo e mandou na "gaveta", sem qualquer chance para o goleiro.

Em San Marino, a Irlanda do Norte demorou a encontrar o caminho do gol, mas, quando o fez, "abriu a porteira". Magennis, duas vezes, e Davis marcaram em um intervalo de oito minutos, dos 25 aos 33 da segunda etapa, e garantiram o triunfo.

Também pelo grupo C, a Noruega bateu o Azerbaijão por 2 a 0 em Oslo, com um gol de pênalti de King e um contra de Sadygov, e assumiu o quarto lugar, com sete pontos, superando o adversário no saldo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo