Topo

Esporte

Hamilton vibra após bater recorde de Schumacher: "Me sinto abençoado"

02/09/2017 16h04

Monza (Itália), 2 set (EFE).- Novo recordista de pole positions da Fórmula 1, desbancando o alemão Michael Schumacher, o britânico Lewis Hamilton comemorou bastante o feito realizado no Grande Prêmio da Itália neste sábado e destacou ter tirado o máximo de si por ter se sentido pressionado pelos pilotos da Red Bull, o holandês Max Verstappen e o australiano Daniel Ricciardo.

"É muito difícil encontrar as palavras para explicar como me sinto, estou tentando. Não acredito que vou assimilar tão cedo. Foi um dia épico e me sinto realmente abençoado. As Red Bull me fizeram trabalhar duro pela pole, e é algo que agradeço a eles", vibrou o agora dono de 69 primeiros lugares em treinos oficiais.

Hamilton admitiu que a interrupção de cerca de duas horas e meia no treino, ocorrida devido à chuva, foi mais um dificultador na busca pela ponta do grid.

"O tempo trouxe bastante dificuldade a todos. Foi incrível chegar a este país gracioso e encontrar com um clima inglês para enfrentar um desafio tão imenso. Estava muito difícil enxergar e muito fácil cometer erros, como é habitual em condições de chuva", analisou o britânico, que admitiu ter sentido o peso da responsabilidade em sua última volta, a que lhe rendeu a pole.

"Senti muita pressão nessa última volta, porque podia ter acontecido uma bandeira amarela ou uma vermelha. Havia muito risco, mas dei tudo de mim", destacou.

Entre os pilotos em atividade, o segundo colocado em número de primeiras posições em treinos classificatórios é o alemão Sebastian Vettel, com 48. O piloto da Ferrari é um ano e meio mais novo que Hamilton.

"De toda forma, na lista histórica de poles tenho Vettel muito perto. Ele poderia bater o que agora é o meu recorde. Com isso, preciso continuar pisando fundo para tentar aumentar essa marca", finalizou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte