Esporte

Isco faz 2, Espanha bate Itália em confronto direto e se aproxima da Copa

02/09/2017 17h46

Madri, 2 set (EFE).- A Copa do Mundo de 2018 se tornou um sonho mais próximo para a Espanha, que neste sábado venceu a Itália por 3 a 0 em confronto direito no estádio Santiago Bernabéu, com dois gols de Isco e um de Morata, e se isolou na liderança do grupo D das Eliminatórias europeias.

O que se viu em Madri foi um domínio territorial da seleção anfitriã no setor de meio-campo. Sem um atacante de ofício sequer, 'La Roja' fez valer os tempos em que era chamada de 'Fúria', dominou a tetracampeã mundial e obteve um triunfo crucial no caminho rumo à Rússia.

A seleção espanhola tem agora 19 pontos e depende apenas das próprias forças para ser a líder da chave e ter vaga direta na Copa. Com duas vitórias e um empate nas últimas três rodadas, a presença estará confirmada. Já a Itália parou nos 16 e precisa "secar" a rival para recuperar terreno e não ter de se contentar com um lugar na repescagem.

A terceira colocada do grupo é a Albânia, que mais cedo derrotou Liechtenstein por 3 a 0 e foi a 12 pontos. Israel parou nos nove ao perder para a Macedônia, vice-lanterna, com seis, por 1 a 0 em Haifa.

A vencedora do Mundial de 2010 começou o jogo dando muito trabalho na bola parada. Logo aos oito minutos de partida, Sergio Ramos bateu falta da meia esquerda, buscando o ângulo e encobriu o alvo.

O chute do zagueiro do Real Madrid pareceu um "rascunho" do que viria a acontecer cinco minutos depois. Desta vez, foi Isco quem bateu a infração, marcada quase no mesmo ponto. O meia acertou o canto direito alto, e o goleiro Buffon não alcançou.

A Itália enfim construiu uma boa jogada aos 21 minutos. Candreva levantou da direita, Belotti emendou um tiro de cabeça, a queima roupa, mirando o lado esquerdo, e De Gea espalmou. Sergio Ramos ia se enrolando no rebote, mas os visitantes não conseguiram um novo arremate.

As duas defesas estavam bem postadas, mas a da 'Azzurra' cochilou aos 36 e quase sofreu o segundo. Carvajal teve espaço para dominar, entrar na área e concluir cruzado, mandando a centímetros do alvo depois de desvio.

Três minutos depois, 'La Roja' aumentou com mais um gol de Isco. Iniesta dominou pela esquerda e passou para o camisa 22, que levou para o pé esquerdo e chutou forte, tirando de Buffon.

Em alta no Real Madrid e uma das sensações deste começo de temporada na Europa, Asensio quase marcou um golaço de muito longe. Aos dez minutos do segundo tempo, ele arriscou da intermediária e tirou tinta da trave esquerda.

Isco estava inspirado, e quem mais sofreu com isso foi Verratti. Aos 22 minutos, o espanhol deu uma caneta no italiano e lançou Carvajal, que tentou encobrir, mas Buffon pegou. Mais tarde, aos 28, o jogador do Real aplicou um chapéu no do Paris Saint-Germain e esticou para Morata, que não dominou.

O atacante do Chelsea, que havia entrado um pouco antes no lugar de Iniesta, foi o autor do terceiro. No contra-ataque, Sergio Ramos cruzou rasteiro, o camisa 9 se antecipou e tocou para o fundo do gol.

A partir de então, os donos da casa apenas administraram. Ainda houve tempo para a entrada de Villa, maior artilheiro da história da seleção espanhola e que não era convocado desde a Copa de 2014. Ele pouco fez, mas foi o suficiente para aumentar a festa da torcida antes do apito final.

Em Haifa, o experiente Pandev, de 34 anos, fez o gol da vitória da Macedônia sobre Israel. Já a Albânia derrotou Liechtenstein por 2 a 0 em casa, na cidade de Elbasan, graças a Roshi e Angolli, que marcaram uma vez cada.



Ficha técnica:.

Espanha: De Gea; Carvajal, Sergio Ramos, Piqué e Alba; Busquets e Koke; David Silva, Iniesta (Morata) e Asensio (Saúl); Isco (Villa). Técnico: Julen Lopetegui.

Itália: Buffon; Darmian, Barzagli, Bonucci e Spinazzola; De Rossi, Verratti, Candreva (Bernasdeschi) e Insigne; Belotti (Éder) e Immobile (Gabbiadini). Técnico: Gian Piero Ventura.

Árbitro: Björn Kuipers (Holanda), auxiliado pelos compatriotas Sander van Roekel e Erwin Zeinstra.

Cartões amarelos: Verratti e Bonucci (Itália).

Gols: Isco (2x) e Morata (Espanha).

Estádio: Santiago Bernabéu, em Madri.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo