Topo

Esporte

Löw cita "raiva" por manifestações nazistas de alemães na República Tcheca

Yuri Cortez/AFP Photo
Imagem: Yuri Cortez/AFP Photo

03/09/2017 12h00

Berlim, 3 set (EFE).- O técnico da seleção alemã, Joachim Löw, foi duro neste domingo nas críticas contra torcedores compatriotas que entoaram cânticos neonazista durante o jogo entre os campeões mundiais e a República Tcheca, há dois dias, em Praga, pelas Eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2018.

"Estou cheio de raiva e muito indignado pelo que aconteceu. É uma vergonha para nosso país que um grupo de supostos torcedores usem o futebol como tela para fazer uma exibição mais do que lamentável", disse o comandante do 'Nationalelf'.

A Federação Alemã de Futebol (DFB) já havia se manifestado mais cedo, também condenando as manifestações neonazistas, durante o jogo que terminou 2 a 1 para os comandados de Löw.

"Este tipo de comportamento nós não aprovamos e nem toleramos", afirmou o vice-presidente da entidade nacional, Rainer Koch.

Além disso, foram registrados durante a partida vaias e assobios durante a execução dos hinos nacionais dos dois países, insultos contra a federação alemã e jogadores de ambas as seleções, e não foi respeitado minuto de silêncio antes do apito inicial.

Segundo Koch, houve confusão também em bares de Praga, com alemães prometendo quebra-quebra, caso fosse impedida a execução de músicas com conteúdo "fascista".
 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte