Esporte

Sem Rossi, GP de San Marino tem Dovizioso buscando aumentar vantagem na ponta

06/09/2017 12h24

Misano Adriático (Itália), 6 set (EFE).- Em Grande Prêmio de San Marino que ficará marcada pela ausência do italiano Valentino Rossi, da Yamaha, outro piloto do país Andrea Dovizioso, da Ducati, tentará a terceira vitória seguida, para abrir ainda mais vantagem na liderança do Mundial de MotoGP.

O "Doutor" sofreu queda na semana passada, durante treino com moto de enduro em Tavullia, na Itália, fraturando tíbia e fíbula da perna direita. A equipe japonesa anunciou, posteriormente, que não substituirá o nove vezes campeão mundial, indo para a prova apenas com o espanhol Maverick Viñales.

Na tabela de classificação, Rossi aparece na quarta posição, com 157 pontos, 26 distante de Dovizioso, que cruzou em primeiro nos dois últimos GPs da temporada, na Áustria e Grã-Bretanha, que o fez saltar do terceiro posto na tabela, após prova realizada na República Tcheca, para alcançar a liderança.

O espanhol Marc Márquez,da Honda, está em segundo no campeonato, com 174. O três vezes campeão mundial, que estava na ponta até a prova disputada em Silverstone, busca reabilitação, depois de abandono por causa de quebra de motor no circuito britânico.

Viñales é outro que está firme na luta pelo título de campeão. O piloto espanhol é integrante do 'G-4' do campeonato que está há mais tempo sem vencer, desde o GP da França, e, atualmente, aparece com 170 pontos na tabela de classificação.

A corrida deste fim de semana, 13ª da temporada, acontecerá no circuito Marco Simoncelli, em Misano Adriático, que ganhou este nome em 2011, como forma de homenagear o piloto italiano, morto no mesmo ano.

Na Moto2, o GP de San Marino é mais uma oportunidade para o ítalo-brasileiro Franco Morbidelli, da Marc VDS Kalex, tornar maior a vantagem na competição, já que lidera com 223 pontos, aparecendo 29 a frente do suíço Thomas Luthi, da Intervetten Kalex.

O filho de mãe brasileira, que corre com capacete com desenho das bandeiras dos dois países que tem cidadania, vem de terceiro lugar na Grã-Bretanha, na sequência da vitória sobre a Áustria. Nas duas provas, terminou na frente do principal rival.

Já na Moto3, o espanhol Joan Mir, da Leopard Honda, pode ficar ainda mais perto do título da temporada. O piloto está na frente com 226 pontos, enquanto o compatriota Arón Canet, da Estrella Galicia 0,0 Honda, vice-líder, aparece com 162.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Esporte

Topo