Esporte

Corinthians empata com Racing e se complica na Sul-Americana

14/09/2017 00h07

São Paulo, 13 set (EFE).- O Corinthians preparou festa para celebrar nesta quarta-feira com a torcida o aniversário de 107 anos, comemorado no dia 1º deste mês, mas o Racing estragou os planos, arrancando empate em 1 a 1, pela ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana.

A empolgação nas arquibancadas seguiu no campo e aumentou ainda mais aos 30 do primeiro tempo, quando Maycon abriu o placar. Os donos da casa tiveram algumas oportunidades, mas pecaram pela má pontaria, especialmente nos minutos que antecederam o intervalo.

O empate dos visitantes veio aos 29 da etapa complementar, com o atacante Enrique Triverio, recentemente contratado junto ao Toluca, que havia estreado no domingo, marcando na vitória sobre o Temperley por 4 a 1, pelo Campeonato Argentino.

O tropeço aumenta a série de resultados ruins do Corinthians, que neste ano chegou a ficar 34 jogos sem perder. Nos últimos quatro compromissos da equipe no Campeonato Brasileiro, foram três derrotas, duas delas em casa, para Vitória e Atlético Goianiense.

Agora, o reencontro entre Timão e Racing acontecerá na próxima quarta-feira, no estádio El Cilindro, na cidade de Avellaneda, na Grande Buenos Aires. Uma vitória simples dará a vaga aos comanados por Fábio Carille, que ainda jogam pela igualdade em dois gols ou mais.

A equipe que avançar desta eliminatória pegará o vencedor do confronto entre Independiente Santa Fé e Libertad, que será definido amanhã, no estádio El Campín, em Bogotá. No jogo de ida, o representante paraguaio levou a melhor por 1 a 0, no Defensores del Chaco.

De olho na reabilitação, após os tropeços recentes no Brasileirão, o Corinthians entrou em campo, praticamente, com força máxima. O único desfalque foi o lateral-esquerdo Guilherme Arana, vetado por causa de dores na coxa direita. O volante Marciel foi improvisado na posição.

Na 'Academia', do volante uruguaio Arévalo Ríos, ex-Botafogo, e do atacante Lisandro López, ex-Internacional, os desfalques foram os laterais Iván Pillud e Leandro Grimi, ambos suspensos. Com isso, Augusto Solari e Alexis Soto ganharam posição para atuar nos lados direito e esquerdo da defesa, respectivamente.

Desde o apito inicial do árbitro paraguaio Eber Aquino, os dois times se lançaram ao ataque de maneira frenética, com golpes e contragolpes constantes. Nos 15 primeiros minutos do duelo, no entanto, não houve chance de gol criada por nenhum lado, embora o Timão tenha levado perigo apertando a saída de bola adversária.

Aos 19, após um chutão de Cássio, Jô fez o desvio e Rodriguinho conseguiu ficar com a bola. O meia teve boa condição de finalizar, mas acabou travado pela defesa, para desespero do torcedor corintiano, que cantou muito desde o primeiro minuto.

O volume subiu mais uma vez na Arena Corinthians aos 28 da etapa inicial, quando, após encaixar uma boa troca de passes, envolvendo o Racing, Marciel fez belo cruzamento da esquerda e achou Rodriguinho, que se jogou em peixinho e acertou cabeçada no travessão.

A esquerda era o mapa da mina para o líder do Brasileirão, tanto é que, aos 30, Marciel apareceu mais uma vez, fazendo grande jogada individual, que terminou com passe para trás, em direção a Maycon, que deu leve toque de perna esquerda e abriu o placar.

O Racing tentou responder rápido e assustou apenas dois minutos depois. Após troca de passes paciente, Zaracho recebeu na intermediária e bateu, parando em boa defesa de Cássio.

O ritmo intenso do início do jogo voltou, tanto é que, aos 33, o Corinthians quase marcou, em jogada semelhante a do gol de Maycon. Dessa vez, contudo, o lance foi pela direita, com Fagner servindo Romero, que bateu à direita da meta defendida por Musso.

O bombardeio alvinegro continuou, com grande colaboração dos laterais da equipe. Aos 37, Fagner acertou cruzamento na medida para Rodriguinho, que, de primeira, emendou forte chute. A finalização passou muito perto do gol, saindo rente à trave esquerda.

Na etapa complementar, o Corinthians assustou logo nos primeiros segundos, quando Romero pegou sobra, após corte equivocado da defesa do time argentino, ficou frente a frente com Musso, mas bateu fraco para a defesa do goleiro.

Apesar do susto inicial, o Racing, aos poucos, começou a crescer na partida, ao adotar postura mais ofensiva. Aos 7, Triverio obrigou Cássio a trabalhar, fazendo boa defesa, após chute à queima-roupa. Poucos instantes depois, em bola alçada na área, Orbán testou muito perto do gol alvinegro.

Aos 12 do segundo tempo, o goleiro Musso, que apresentava dores musculares na coxa direita desde a etapa inicial, acabou deixando o gramado, substituído por Gastón Gómez, revelado na base da equipe de Avellaneda.

Já com o reserva na meta, Romero protagonizou lance sensacional, ao dar drible desconcertante no zagueiro Barbieri, que despencou sozinho na área. O atacante paraguaio ficou livre, mas concluiu mal a jogada, batendo por cima do gol.

O Timão retomou o controle do jogo aos poucos. Aos 25, a dobradinha em que Marciel cruzava e Maycon finalizava, quase gerou mais um gol. O volante acertou cabeçada com estilo, obrigando Gómez a fazer grande defesa.

Quando o Racing parecia menos perigoso, acabou empatando o jogo. Aos 29 minutos, Lisandro López recebeu na entrada da área e encheu o pé, parando em Cássio, que espalmou a bola para a esquerda, onde Triverio estava livre para marcar.

Depois do gol, o time argentino se postou bem defensivamente, enquanto o Corinthians mostrava nervosismo. Aos 45, Maycon até chegou a marcar, mas o lance acabou anulado, por posição irregular do volante.



Ficha técnica:.

Corinthians: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Marciel (Camacho); Gabriel (Fellipe Bastos), Maycon; Jadson, Rodriguinho (Giovanni Augusto) e Romero; Jô. Técnico: Fábio Carille.

Racing: Musso (Gómez); Solari, Vittor, Barbieri, Orbán e Soto (Mansilla); Arévalo Ríos, González e Zaracho (Meli); Lisandro López e Triverio. Técnico: Diego Cocca.

Árbitro: Eber Aquino (Paraguai), auxiliado pelos compatriotas Milciades Saldivar e Dario Gaona.

Gols: Maycon (Corinthians); Triverio (Racing).

Cartões amarelos: Fagner (Corinthians); Barbieri e Triverio (Racing).

Estádio: Arena Corinthians, em São Paulo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Esporte

Topo