Topo

MMA

Golovkin não fará revanche com Álvarez até maio do ano que vem

John Gurzinski/AFP
Golovkin pretende descansar e aproveitar o nascimento de sua segunda filha Imagem: John Gurzinski/AFP

Da EFE, em Las Vegas

18/09/2017 08h03

O campeão invicto do peso médio, o cazaque Gennady Golovkin, não tem planos de lutar novamente contra o mexicano Canelo Álvarez pelo menos até maio do ano que vem, após o combate na noite deste domingo no T-Mobile Arena, em Las Vegas, terminar em empate, causando polêmica e surpresa no público.

Após Golovkin ter claramente vencido a luta, a juíza Adalaide Byrd apontou Canelo como vencedor em dez dos 12 assaltos pactuados, assinando uma pontuação de 118-110.

A decisão de Adelaide deixou perplexos os 22.358 espectadores presentes no T-Mobile Arena, público superior ao do combate entre Floyd Mayweather Jr. e Conor McGregor, que 14 dias antes lutaram diante de 14.464 pessoas no mesmo ringue.

O preparador físico de Golovkin, Abel Sánchez, disse que não há nenhum problema em dar uma revanche a Canelo porque os cinturões da Federação Internacional de Boxe (FIB), Associação Mundial (AMB) e do Conselho Mundial (CMB) continuam em poder do cazaque.

"Estamos prontos para a luta revanche se assim desejarem, mas desta vez será sob as nossas regras", comentou Sánchez.

"Sabíamos que seria uma guerra e, fora isso, tivemos juízes que foram a escolas diferentes e uma que era cega, mas no final vencemos", disse o preparador.

No entanto, Sánchez deu a entender que Golovkin fará pelo menos mais uma luta antes de enfrentar Canelo novamente, e a data mais provável para essa revanche seria em maio do ano que vem.

Logo após o combate, o lutador cazaque disse que pretende descansar e aproveitar o nascimento de sua segunda filha antes de se preparar para encarar o próximo oponente.

Já Canelo, que vive um momento de ascensão na carreira, também terá que avaliar com seu empresário, o ex-boxeador Oscar de la Hoya, qual será seu próximo passo, já que a luta com Golobkin não ajudou a dissipar as dúvidas que ainda pesam sobre seu desenvolvimento técnico.
 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!