Esporte

Liverpool empata com Spartak em Moscou; Sevilla vence e se isola na liderança

26/09/2017 18h37

Moscou, 26 set (EFE).- A pressão sobre o Liverpool dentro da Liga dos Campeões aumentou nesta terça-feira, graças ao empate em 1 a 1 com o Spartak Moscou na Otkrytie Arena, na capital russa, o que abriu espaço para o Sevilla se isolar na liderança do grupo E.

Sorteada em uma chave vista como tranquila, a equipe dirigida por Jürgen Klopp ainda não venceu pela fase de grupos, já que, na estreia, empatou com o próprio Sevilla.

Dessa forma, o pentacampeão europeu tem dois pontos, enquanto o time espanhol chegou a quatro ao bater o Maribor por 3 a 0 no estádio Ramón Sánchez Pizjuán, com um 'triplete' de Ben Yedder. O Spartak também tem dois pontos, enquanto o campeão esloveno somou apenas um.

A terceira chance do Liverpool para obter um triunfo está marcada para o dia 17 de outubro, em duelo com o Maribor no campo do adversário. No mesmo dia, o Sevilla jogará contra o campeão russo como visitante.

O jogo em Moscou foi marcado com mais um episódio de racismo no futebol. Parte da torcida local imitou macaco a cada instante em que o atacante senegalês Sadio Mané, dos 'Reds', tocou na bola.

Houve dois brasileiros de cada lado entre os titulares. Além de Coutinho, o Liverpool contou com o atacante Roberto Firmino, ambos jogadores de seleção brasileira. No Spartak, além de Fernando, o atacante Luiz Adriano também começou jogando, enquanto Pedro Rocha, recentemente contratado junto ao Grêmio, ficou entre os reservas e entrou nos instantes finais.

Os 'Reds' começaram atacando e deram o primeiro susto no atual campeão russo. Aos cinco minutos do primeiro tempo, Coutinho se infiltrou pelo meio e lançou para a área buscando Firmino, mas exagerou na força e mandou diretamente para fora.

Aos 16 minutos, houve mais um levantamento para o atacante da seleção, que desta vez conseguiu cabecear. O goleiro Rebrov fez linda defesa, e, no rebote, a zaga cortou pela linha de fundo.

O Liverpool tinha total controle das ações. O Spartak pouco passava do meio de campo, mas, em uma das primeiras vezes que o fez, abriu o placar. Aos 21, Fernando cobrou falta com categoria, Karius pulou mal e não evitou o gol.

O empate aconteceu aos 30 minutos, quando dois integrantes do quarteto de frente do pentacampeão europeu trocaram passes. Coutinho tabelou com Mané e dentro da área, pela esquerda, finalizou com força na saída do goleiro.

Pouco depois, aos 34, os jogadores do time inglês pediram em cima de Salah, que disputou a bola com Bocchetti. Entretanto, o francês Clément Turpin considerou que a dividida foi legal e deixou o jogo seguir.

A virada poderia ter acontecido ainda antes do intervalo, aos 41, mas Firmino não estava atento. Alexander-Arnold levantou da meia-direita, o defensou furou e o camisa 9 não aproveitou. A bola bateu no brasileiro e foi encaixada por Rebrove. Pouco depois, aos 44, um gol de Salah foi corretamente anulado por impedimento.

Em jogada toda protagonizada por brasileiros, aos sete minutos da segunda etapa, Fernando cometeu falta em Firmino a um passo da área. Coutinho bateu no canto direito baixo, e Rebrov caiu para defender. Em seguida, aos nove, Luiz Adriano rolou para a descida de Eschenko, que emendou de primeira e exigiu linda intervenção de Karius.

Depois disso, a partida esfriou um pouco. O Spartak perdeu Rebrov machucado, aos 22 minutos, em dividida do goleiro com Salah. Selikhov entrou para substituí-lo. O reserva nem foi tão exigido, mas mais pelos erros de finalização do adversário que por mérito de sua defesa.

Aos 33 minutos, em jogada protagonizada por laterais, Moreno acionou Alexander-Arnold, que levou para o meio e concluiu pela linha de fundo. Mais tarde, aos 35, Fernando bobeou, Firmino ficou cara a cara e chutou por cima do travessão.

Na parte final do jogo, Sturridge acabou sendo o vilão do Liverpool, perdendo duas oportunidades incríveis, aos 41 e aos 45 minutos. Na primeira, se enrolou com a bola, e na segunda, errou o alvo. A última tentativa, aos 50, foi de Salah, que cabeceou firme e viu Selikhov enfim agir, operando um milagre.

Quem comemorou o empate na Rússia foi o Sevilla, que, com Paulo Henrique Ganso no banco, se isolou na liderança do grupo ao confirmar o favoritismo e derrotar o Maribor por 3 a 0 no estádio Ramón Sánchez Pizjuán. O grande nome do jogo na Andaluzia foi o atacante Ben Yedder, autor dos três gols.



Ficha técnica:.

Spartak Moscou: Rebrov (Selikhov); Eschenko, Tasci, Kutepov, Bocchetti e Dzhikiya; Fernando, Pasalic, Samedov (Pedro Rocha) e Popov (Melgarejo); Luiz Adriano. Técnico: Massimo Carrera.

Liverpool: Karius; Alexander-Arnold, Matip, Lovren e Moreno; Henderson, Can (Wijnaldum) e Philippe Coutinho; Salah, Mané (Sturridge) e Roberto Firmino. Técnico: Jürgen Klopp.

Árbitro: Clément Turpin (França), auxiliado pelos compatriotas Nicolas Danos e Cyril Gringore.

Cartões amarelos: Bocchetti (Spartak Moscou); Can e Roberto Firmino (Liverpool).

Gols: Fernando (Spartak Moscou); Philippe Coutinho (Liverpool).

Estádio: Otkrytie Arena, em Moscou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo