Esporte

Técnico campeão pelo Once Caldas recebe réplica da taça da Libertadores

26/09/2017 21h26

Medellín (Colômbia), 26 set (EFE).- O ex-técnico Luis Fernando Montoya, campeão da Libertadores dirigindo o Once Caldas em 2004 e que no mesmo ano ficou tetraplégico, recebeu nesta terça-feira das mãos do presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, uma réplica da taça do torneio continental.

Há 13 anos, à frente de um azarão, Montoya foi campeão da América passando pelo Santos nas quartas de final e pelo São Paulo nas semifinais. Na decisão, a vítima foi o Boca Juniors, derrotado nos pênaltis.

Em dezembro de 2004, dias após a derrota para o Porto na Copa Intercontinental, o ex-treinador tentou impedir um assalto a sua esposa e levou dois tiros, que atingiram a medula espinhal e causaram um quadro irreversível de tetraplegia.

Domínguez considerou o reconhecimento a Montoya um "ato de justiça e inédito" e classificou o homenageado como um "campeão da vida".

"Nós nos inspiramos muito na história do Once Caldas do professor Montoya, um homem que acreditou em algo grande. E como não acreditar quando há histórias como a dele ou quando vemos Falcao, James, Messi, Suárez e muitos outros que fizeram história e conquistaram o mundo", enalteceu o dirigente.

No evento, que teve a presença de familiares e amigos do técnico, Domínguez se desculpou por não ter homenageado o ex-técnico anteriormente e destacou que este é um ponto de partida para reverenciar outros grandes nomes da história do futebol na América do Sul.

"Fui acertado por um tiro, mas não roubaram a minha felicidade. Eu sempre me sinto um campeão, isso ninguém vai tirar de mim", declarou o homenageado, muito emocionado, relembrando uma frase que disse ao papa Francisco durante visita do pontífice à Colômbia.

A homenagem teve a presença de familiares e amigos de Montoya, além do presidente da Federação Colombiana de Futebol (FCF), Ramón Jesurún, e de dois destaques do Once Caldas de 2004, o ex-goleiro Juan Carlos Henao, que também passou pelo Santos, e o ex-zagueiro Samuel Vanegas.

"É uma homenagem muito merecida. Estavam demorando para fazê-la por tudo que o 'profe' Montoya representa. Mas o importante é que a fizeram em vida", afirmou Henao à Agência Efe.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo