Esporte

Xavi diz que Copa não seria a mesma sem Argentina, mas crê em classificação

Al-Sadd/Divulgação
Xavi em ação pelo Al-Sadd no Qatar Imagem: Al-Sadd/Divulgação

26/09/2017 20h41

O meia Xavi, atualmente no Al-Sadd, disse nesta terça-feira que a Argentina fará falta à Copa do Mundo de 2018 caso não classifique, mas ressaltou que acredita que a equipe do técnico Jorge Sampaoli estará na Rússia e inclusive será uma das favoritas ao título.

"Todos queremos que a Argentina se classifique para a Copa. Uma Copa sem a Argentina, para mim, não tem sentido algum. O problema é que a equipe está jogando com urgências e sob pressão, uma pressão terrível. A Argentina tem nível de jogadores para disputar o Mundial e inclusive vencê-lo", declarou o veterano jogador ao canal argentino "TyC Sports", em uma entrevista na qual colocou a seleção de Messi e o Brasil entre as fortes candidatas a ficar com a taça.

"A Alemanha é uma das favoritas, e a Espanha também está nesta lista. Acertou muito com a mudança de treinador (trocou Vicente del Bosque por Julen Lopetegui). O Brasil também, e inclusive já está classificado para a Copa. Mas e a Argentina, por que não?", questionou.

A duas rodadas do fim das Eliminatórias, a bicampeã mundial é quinta colocada, com 24 pontos, levando a pior para o quarto colocado, o Peru, no número de gols marcados. Para Xavi, o Mundial da Rússia perderia especialmente sem a presença de Lionel Messi, com quem jogou até 2015 no Barcelona.

"Não consigo imaginar uma Copa sem Messi. Acredito que a Argentina se classificará e concordaremos que será uma das favoritas", acrescentou o atleta de 37 anos, que destacou o alto nível de dificuldade das Eliminatórias sul-americanas.

"São Eliminatórias terríveis. Há seis ou oito países da América do Sul que têm nível para disputar uma Eurocopa. São complicadíssimas", opinou.

Xavi ainda criticou a postura da imprensa e dos torcedores argentinos ao dizer que considera haver críticas excessivas aos jogadores da seleção sul-americana.

"Há muita crítica, e os jogadores têm sempre uma atitude positiva. Estão sofrendo. Agora, precisam de mais carinho que nunca. Não entendo tanta crítica. A Espanha também ainda não está classificada para a Copa, faltam dois jogos", argumentou.

No Barcelona, Xavi jogou junto com Messi e com outro líder da Argentina, o volante Javier Mascherano. Em sua visão, os dois não conseguem desfrutar dos momentos na seleção.

"A grande diferença é que Messi e Mascherano já se provaram no Barcelona, conquistaram coisas. Por outro lado, a Argentina tem uma grande urgência. Vejo Mascherano, Messi e Di María jogarem nos seus clubes e eles desfrutam. Mas é muito duro não vencer com sua seleção, eu vivi isso. À Argentina, faltou sorte para conquistar um título", disse.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo