Esporte

Espanyol condena violência na Catalunha e pede diálogo a políticos

01/10/2017 17h31

Madri, 1 out (EFE).- O vice-presidente do Espanyol, Carlos García Pont, expressou durante a partida da equipe catalã contra o Real Madrid no Santiago Bernabéu sua "total rejeição a qualquer tipo de violência" e qualificou como "preocupantes" os "fatos" ocorridos neste domingo na Catalunha.

"Gostaria pedir às partes envolvidas que façam todo o esforço possível para conseguir a paz. Esperamos que prevaleça a vontade de diálogo nos políticos, porque eles são os responsáveis para nos tirar desta situação", disse Pont.

O vice-presidente assumiu que a direção do Espanyol sabe que o momento "é difícil". Ainda assim, pediu união: "Queremos que manifestem sua vontade de fazer o impossível para tirar da nossa sociedade a tensão que nos levou à situação atual".

Pont insistiu que tanto o presidente quanto o Conselho de Administração do clube consideram que "o esporte deve ser um ponto de encontro" e deve "unir a todos, sem desprezar nem excluir ninguém".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo