Esporte

De olho em rivais, Paraguai recebe a Venezuela com sonho de voltar à Copa

09/10/2017 16h27

Assunção, 9 out (EFE).- Depois de uma vitória heroica contra a Colômbia, o Paraguai entra em campo nesta terça-feira para repetir a dose contra a Venezuela, em Assunção, e ainda estará de olho nos outros resultados da rodada para ficar com uma das últimas vagas para a Copa do Mundo pelas Eliminatórias Sul-Americanas.

As chances são pequenas, mas nada parece ser impossível para a equipe de Francisco Arce, que tenta voltar ao Mundial depois de não ter se classificado para a edição de 2014 no Brasil.

O triunfo sobre a Colômbia por 2 a 1 na última quinta-feira, de virada, deu ao Paraguai a oportunidade de manter vivo o sonho da Copa do Mundo. No entanto, para ter chances de se classificar, Arce e seus comandados precisam vencer a lanterna Venezuela em casa, no Estádio Defensores del Chaco.

Com 24 pontos, o Paraguai ocupa a sétima colocação nas Eliminatórias, apenas um ponto atrás do Peru, quinto colocado, posição que dá vaga na repescagem para o Mundial da Rússia, e dois atrás da própria Colômbia, no quarto lugar, posto que garante presença na próxima Copa do Mundo.

Os paraguaios precisam vencer e ficarão de olho principalmente nas partidas de Argentina, sexta colocada com 24 pontos, e Chile, no terceiro lugar, com 26. Se os chilenos perderem do Brasil, em São Paulo, e os argentinos não vencerem o Equador, em Quito, o Paraguai se classifica.

No entanto, se o Chile arrancar um empate no Brasil e a Argentina vencer o Equador, a seleção comandada por Arce estará eliminada.

A classificação com um empate é possível, mas bastante improvável. Com cinco gols negativos, o Paraguai precisaria que Argentina e Peru fossem goleados por Equador e Colômbia.

Arce terá que fazer algumas alterações na equipe que venceu a Colômbia no Estádio Metropolitano de Barranquilla. Richard Ortiz está suspenso depois de receber cartão amarelo na última partida e será substituído por Miguel Paniagua.

Além dele, Víctor Cáceres, ex-Flamengo, sofreu lesão contra a Colômbia e não poderá ser escalado pelo técnico paraguaio. Quem deve entrar em seu lugar é Robert Piris.

O ataque também traz dores de cabeça a Arce, mas por um lado positivo. Óscar Cardozo e Antonio Sanabria saíram do banco de reservas e marcaram os dois da vitória contra a Colômbia. Óscar Romero e Derlis González devem perder suas vagas na equipe titular para dar lugar aos dois atacantes.

Por outro lado, estão certos no time o zagueiro Fabian Balbuena e o atacante Ángel Romero, ambos do Corinthians.

Para a seleção da Venezuela, já eliminada, uma alegria para a partida final é a recuperação do meia Yangel Herrera. No entanto, o técnico Rafael Dudamel terá o desfalque de Mikel Villanueva.

Dois jogadores disputam a preferência de Dudamel para substituir Villanueava: José Manuel Velásquez e Rubert Quijada.



Possíveis escalações:

Paraguai: Silva; Valdez, Gómez, Balbuena e Moreira; Miguel Samudio, Rojas e Robert Piris; Ángel Romero, Cardozo e Sanabria. Técnico: Francisco Arce.

Venezuela: Faríñez; García, Chancellor, Quijada, Feltscher; Córdoba, Herrera, Tomás Rincón e Murillo; Martínez e Rondón. Técnico: Rafael Dudamel.

Árbitro: Wilton Sampaio (Brasil), auxiliado pelos compatriotas Kleber Lucio Gil e Bruno Boschilia.

Estádio: Defensores do Chaco, em Assunção.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo