Topo

Esporte

Após briga, MP paraguaio denuncia 305 integrantes de organizadas do Olimpia

10/10/2017 20h10

Assunção, 10 out (EFE).- O Ministério Público do Paraguai denunciou nesta terça-feira 305 integrantes de torcidas organizadas do Olimpia, por perturbação da ordem pública e emprego de violência em estádios, durante confrontos na cidade de Pedro Juan Caballero, domingo, que deixou dois feridos ao serem baleados.

A promotoria solicitou para 301 dos acusados, medidas alternativas, como a proibição de assistir qualquer evento esportivo organizado pela Associação Paraguaia de Futebol (APF) ou pela Conmebol, especialmente, os que envolvam o clube da capital.

Além disso, o Ministério Público também acusou torcedores, que estão detidos, pelos crimes de lesão grave e tentativa de homicídio doloso, pedindo à justiça que decrete a prisão preventiva de todos.

Os confrontos entre organizadas aconteceram domingo, no estádio Río Parapití, durante o jogo entre Olimpia e Sol de América, pelo Torneio Clausura do Campeonato Paraguaio, que acabou suspenso logo aos 8 minutos do primeiro tempo.

Ao todo, 507 pessoas foram detidas, por envolvimento nas brigas. Seis pessoas ficaram feridas, duas delas, baleadas.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte