Esporte

França não vacila, bate Belarus e vai à Rússia; Holanda fica fora da Copa

10/10/2017 17h52

Redação Central, 10 out (EFE).- A França carimbou nesta terça-feira o passaporte para disputar a Copa do Mundo do ano que vem, na Rússia, ao vencer Belarus em casa nesta terça-feira por 2 a 1, enquanto a Holanda ganhou da Suécia por 2 a 0 em Amsterdã e vai ficar fora do Mundial pela primeira vez desde a edição de 2002 - já os suecos irão à repescagem europeia.

Em Saint-Denis, os donos da casa precisavam hoje dos três pontos para se classificarem sem depender de qualquer outro resultado. Ainda no primeiro tempo, o atacante Antoine Griezmann, aos 27, e o centroavante Olivier Giroud, aos 33, abriram o caminho. Pouco depois, aos 44, o atacante Anton Saroka descontou.

Hoje, o técnico Didier Deschamps fez mudanças com relação à equipe que venceu a Bulgária por 1 a 0, na rodada passada. Kylian Mbappé e Alexandre Lacazette perderam lugares para Kingsley Coman e Giroud, respectivamente.

O jovem e promissor companheiro de Neymar, no Paris Saint-Germain, entrou em campo aos 16 minutos do segundo tempo, substituindo, justamente, o meia-atacante do Bayern de Munique. O ex-Monaco, no entanto, só foi visto em campo ao tentar simular pênalti, em contato com o goleiro Syarhey Chernik.

Com a vitória na última rodada, os franceses chegaram aos 23 pontos, garantindo a primeira colocação do grupo A das Eliminatórias europeias. Com isso, alcançará a 15ª participação no Mundial, a sexta seguida, já que não fica fora desde 1994.

A queda na edição disputa nos Estados Unidos, aliás, é um dos grandes traumas do futebol do país, já que a seleção de Jean-Pierre Papin, Eric Cantona e do próprio Deschamps caiu depois de derrotas para Israel e Bulgária, nas duas últimas rodadas do torneio classificatório, com isso, viu à Copa pela televisão.

Na Rússia, a França pode chegar na condição de cabeça de chave no sorteio, que acontecerá em dezembro, em Moscou. Para isso, precisará torcer para que duas seleções, entre Argentina, Peru e Chile não vençam os jogos hoje, contra Equador, Colômbia e Brasil, respectivamente, pelas Eliminatórias sul-americanas.

Na Holanda, os donos da casa tinham a ingrata missão de golear a Suécia por sete gols de diferença, para tomar a vice-liderança do grupo A e conseguir disputar a repescagem. O atacante Arjen Robben fez o possível, marcou duas vezes, garantiu o 2 a 0, mas o resultado não foi suficiente.

O craque do Bayern de Munique balançou as redes aos 16, cobrando pênalti, e aos 40 minutos do primeiro tempo, mas, viu o adversário se segurar como foi possível, para seguir tendo saldo de gols melhor que o do rival direto, já que ambas as seleções ficaram empatadas com 19 pontos.

Com a vaga garantida na repescagem, os suecos aguardam o sorteio, na próxima terça-feira, do próximo adversário. De acordo com o ranking da Fifa, a seleção do país estará no pote 2, ao lado de Irlanda, Irlanda do Norte e Grécia, e decidirá fora de casa, contra Suíça, Itália, Croácia ou Dinamarca.

No outro jogo do dia pelo grupo A, envolvendo duas seleções eliminadas, Luxemburgo e Bulgária empataram em 1 a 1, no estádio Josy Barthel. Com o resultado, os anfitriões conseguiram deixar a lanterna da chave na mãos de Belarus.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo