Esporte

Show do Green Day vira impasse para jogo entre Peru e Nova Zelândia

11/10/2017 16h37

Lima, 11 out (EFE).- Um show da banda Green Day, marcado para o dia 15 de novembro em Lima, colocou em dúvida a disponibilidade do Estádio Nacional para a disputa do jogo de volta entre Peru e Nova Zelândia pela repescagem para a Copa do Mundo.

A imprensa peruana lembrou nesta quarta-feira que o espetáculo está programado desde junho e já tem mais de 25 mil ingressos vendidos.

Em agosto desse ano, o Peru precisou levar a partida contra a Bolívia pelas Eliminatórias Sul-Americanas para o Estádio Monumental, do Universitario de Deportes, porque o Estádio Nacional receberia um show dos cantores Marc Anthony e Carlos Vives.

A polêmica sobre esse assunto chegou ao Congresso peruano, onde o legislador Jorge del Castillo, do Partido Aprista Peruano (PAP), acusou o Instituto Peruano do Esporte (IPD) de colocar em risco as chances de classificação da seleção por interesses econômicos.

"Quem mandou (alugar o Estádio Nacional) se todos sabem que há um cronograma e que era perfeitamente possível que o Peru tivesse que ir à repescagem e jogar esses dias?", declarou Del Castillo.

O legislador pediu para que o presidente do IPD, Óscar Fernández, seja chamado ao Congresso para explicar os motivos que levaram a estes acordos para espetáculos musicais.

"Isto é uma barbaridade. Ou se corrige ou o governo deveria destituir o senhor Fernández e colocar o Estádio Nacional à disposição da seleção peruana, sem hesitações ou condições", enfatizou.

O jornal "El Comercio" afirmou nesta quarta-feira que Fernández garantiu que a partida decisiva da repescagem será disputada no Estádio Nacional de qualquer maneira.

"Eu confirmo que nenhum show vai impedir que a partida seja disputada no Estádio Nacional, certamente", confirmou.

Del Castillo disse, no entanto, que os promotores do show estudam alternativas que implicariam que a Federação Peruana de Futebol pague pelos ingressos, direitos e despesas do espetáculo, já que o Estádio Monumental também não estaria disponível.

A empresa organizadora apontou em sua página no Facebook que "conta com um contrato de aluguel assinado com o IPD há vários meses" e que até agora não recebeu "proposta alguma de mudança de parte do IPD nem da Federação Peruana de Futebol".

O Peru empatou em 1 a 1 com a Colômbia na terça-feira, resultado que levou a equipe à repescagem contra a Nova Zelândia. Embora a Fifa ainda não tenha confirmado oficialmente, é provável que a partida de ida seja disputada em 10 ou 11 de novembro, em Wellington, e a de volta no dia 14 do mesmo mês, em Lima.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo