Esporte

Árbitro de vídeo teria evitado "gol fantasma" do Panamá, lamenta Conmebol

12/10/2017 19h23

Assunção, 12 out (EFE).- O sistema de vídeo-arbitragem (VAR) teria evitado o gol irregular que classificou o Panamá para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, afirmou nesta quinta-feira o presidente da Comissão de Arbitragem da Conmebol, o brasileiro Wilson Seneme.

"Considero que essa jogada é um exemplo muito claro de que se essa partida tivesse o sistema de vídeo, o jogo teria sido protegido. Não há volta. Sim ou sim, o sistema será implementado no futebol", afirmou Seneme.

A Conmebol deve utilizar o VAR de forma experimental nas quatro partidas das semifinais da Taça Libertadores. O sistema deve ser mantido nas finais do torneio e também na Copa Sul-Americana.

A entidade começará na sexta-feira um curso de capacitação para 20 juízes para utilizar o sistema.

Diante da polêmica por causa da classificação do Panamá com um gol irregular, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, afirmou que chegou a hora de adotar o VAR no futebol.

"Quando você joga a classificação para o Mundial e essa partida é decidida por um erro importante de interpretação do árbitro, que pode acontecer porque eles são seres humanos e cometem erros como todos, eu acredito que chegou o momento de poder corrigir isso", disse Infantino sobre o caso.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo