Esporte

Com ajuda do árbitro de vídeo, Lanús vence River e fará final da Libertadores

01/11/2017 00h48

Buenos Aires, 31 out (EFE).- De forma heroica e com auxílio do árbitro de vídeo, o Lanús-ARG venceu de virada o River Plate, por 4 a 2, na noite de terça-feira, no estádio La Fortaleza, em Lanús, e carimbou a vaga para sua primeira final da Taça Libertadores da América.

Os gols foram marcados por José Sand (dois), Lautaro Acosta e Alejandro Silva, para o Lanús, com Montiel e Scocco descontando para os visitantes.

Com a vantagem após ter vencido por 1 a 0 o primeiro confronto, disputado na semana passada, no Monumental de Núñez, o River Plate começou o jogo de forma mais defensiva e com isso, o Lanús ficou perto de abrir o placar logo nos primeiros minutos.

Após cobrança de escanteio pelo lado esquerdo, o zagueiro Diego Braghieri cabeceou e a bola passou raspando a trave do goleiro Germán Lux.

Mesmo com a pressão inicial do Lanús, o River conseguiu abrir o placar aos 15 minutos, com Scocco, ex-Internacional, em cobrança de pênalti sofrido por Fernández.

A classificação do River para a final parecia consumada, quando aos 22 minutos, Montiel ampliou ao pegar o rebote após uma cobrança de falta.

No entanto, a reação do Lanús começou ainda no primeiro tempo. Aos 45, Sand recebeu passe de Acosta e chutou para as redes de Lux.

E logo no primeiro minuto da etapa final, o Lanús incendiou a torcida empatando o jogo novamente com Sand. O camisa 9 aproveitou a sobra após uma disputa de bola e fez 2 a 2.

O terceiro gol do time grená saiu aos 16. Sand ganhou a disputa pelo lado direito, tocou para Alejandro Silva, que em seguida cruzou para Acosta colocar o Lanús em vantagem no placar.

O gol que classificou o Lanús aconteceu com a ajuda do árbitro de vídeo. Aos 20, Nicolás Pasquini caiu dentro da área pedindo pênalti. Por conta da pressão dos jogadores do time da casa, o árbitro colombiano Wilmar Roldán consultou o sistema e após quase dois minutos, confirmou a penalidade.

Alejandro Silva cobrou no canto direito, marcando o quarto gol e colocando o Lanús na decisão. O River partiu para o desespero e tentou diminuir, com o goleiro Lux indo para a área adversária em uma cobrança de escanteio, mas não conseguiu seu terceiro gol e assistiu a festa da torcida e jogadores do time grená após o apito final.

Agora o Lanús aguarda o vencedor do confronto entre Grêmio e Barcelona, do Equador, que se enfrentam nesta quarta, em Porto Alegre. No primeiro jogo, semana passada, em Guayaquil, a equipe gaúcha ganhou por 3 a 0. Com isso, para disputar sua quinta final de Libertadores, o tricolor pode perder por até dois gols de diferença. EFE

sam/phg

(fotos)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo