Esporte

Grêmio perde para Barcelona em casa, mas pega Lanús na final da Libertadores

01/11/2017 23h43

Porto Alegre, 1 nov (EFE).- Decidido a "acabar com o planeta", o Grêmio levou um susto nesta quarta-feira, perdeu para o Barcelona de Guayaquil por 1 a 0, em Porto Alegre, mas enfrentará o Lanús na busca pelo tricampeonato da Taça Libertadores graças à vantagem no jogo de ida.

A frase, divulgada pelo clube nas redes sociais depois da vitória no Equador por 3 a 0, viralizou e ganhou força nos gritos dos 54.128 torcedores que lotaram a Arena do Grêmio, mas o time não correspondeu à festa na arquibancada e acabou derrotado.

O único gol do jogo foi marcado aos 32 minutos do primeiro tempo. Marcos Caceido fez fila na zaga tricolor e cruzou. Kannermann desviou, mas a bola caiu nos pés de Jonatan Álvez, que não perdoou e anotou.

No segundo tempo, a equipe de Renato Gaúcho melhorou, mas perdeu várias chances de empatar. A melhor delas foi com Jael, que acertou a trave adversária com um toque de cabeça após cruzamento de Cortez.

Em busca de seu terceiro título em sua quinta final de Libertadores, o Grêmio enfrentará o Lanús, que eliminou ontem o River Plate. O jogo de ida da decisão está marcado para o dia 22 de novembro, em Porto Alegre. A volta ocorre sete dias depois, no dia 29, na Argentina.

Para o jogo decisivo, o técnico Renato Gaúcho fez apenas uma mudança em relação à equipe que venceu o Barcelona em Guayaquil. Lucas Barrios, lesionado, foi substituído por Cícero no comando do ataque.

Já os equatorianos vieram para o jogo com desfalques, mas também com um retorno importante. Jonatan Álvez, autor de cinco gols na Libertadores até então, foi escalado pelo técnico Guillermo Almada. No entanto, o treinador não pode contar com o brasileiro Gabriel Marques, suspenso, e com o zagueiro Darío Aimar, contundido.

Com a vantagem conquistada no Equador, o Grêmio entrou em campo bem postado na defesa. Apesar da necessidade do adversário de atacar, eram os donos da casa que controlavam as ações nos minutos iniciais. O Barcelona até tentava criar, mas mal passava da intermediária.

A primeira jogada de perigo só foi ocorrer aos 20 minutos. Ramiro avançou para direita e fez a inversão de jogo com Fernandinho pelo outro lado do campo. O meia-atacante cruzou, Cícero escorou de cabeça para trás vendo a chegada de Luan, que chutou de primeira, no canto. Banguera se esticou e espalmou para escanteio.

Os visitantes responderam no lance seguinte. Aos 21, Díaz cobrou escanteio. A zaga do Grêmio não conseguiu afastar e a bola caiu nos pés de Álvez, que finalizou firme, mas Jaílson apareceu para bloquear o chute.

A jogada pareceu animar o Barcelona, que passou a explorar o lado esquerdo do campo com Marcos Caicedo. Aos 30, o atacante limpou a marcação de Edílson e chutou cruzado, mas Grohe segurou firme.

A opção se mostrou acertada aos 32. Caicedo recebeu mais uma vez pela esquerda, passou por três jogadores e cruzou. Kannermann tentou desviar, mas a bola caiu nos pés de Álvez, que fuzilou e abriu o placar.

O Grêmio teve a chance de empatar aos 35. Luan lançou Fernandinho, que foi à linha de fundo e cruzou na medida para Cícero, livre na área, mas o atacante tirou demais do goleiro, e a bola passou ao lado da trave.

A irritação de Renato Gaúcho com o time se fez visível no vestuário. De terno e gravata pela primeira vez na beira de campo, o técnico abandonou o paletó na volta no intervalo. A cobrança no vestiário pareceu dar resultado, pelo menos nos primeiros minutos. Como no começo da etapa inicial, o Grêmio controlava as ações, apesar de errar muitos passes.

Aos poucos, porém, as falhas do primeiro tempo voltaram a aparecer. Pouco compactado no campo, o Tricolor dava espaços para o adversário e precisou contar com a sorte para não sofrer o segundo.

Aos 10 minutos, Esterilla fez boa jogada e tocou para Díaz, que dominou na entrada da área e chutou no canto. A bola explodiu na trave de Grohe e saiu pela linha de fundo, causando apreensão na Arena.

Em um dos poucos lances criativos do Grêmio até então, Luan perdeu a melhor chance de empatar. Aos 22, Arthur avançou pelo meio e viu a movimentação do companheiro por trás da zaga. O atacante recebeu, invadiu a área, mas chutou fraco nas mãos de Banguera.

O lance animou os donos da casa, que perderam outra chance incrível sete minutos mais tarde, aos 29. Edílson foi à linha de fundo e cruzou rasteiro. Banguera saiu para cortar, mas bateu errado na bola, que foi para trás, na direção do gol. Arreaga, esperto no lance, conseguiu cortar.

Aos 32 minutos, foi a vez de Cortez colocar na área. Bem posicionado, Jael, que entrou no segundo tempo, testou firme e carimbou a trave do Barcelona.

Sem forças para buscar o resultado, o Barcelona não conseguiu reagir à nova postura do Grêmio no jogo. Os donos da casa, por sua vez, perceberam o cansaço do adversário, e apenas mantiveram a posse de bola até os minutos finais para confirmar presença mais uma vez na decisão do principal torneio do continente.

Depois do apito final, Álvez ainda foi expulso pela arbitragem por reclamação.



Ficha técnica:

Grêmio: Grohe; Edílson, Geromel, Kannermann e Cortez; Jaílson, Arthur, Ramiro (Michel), Cícero (Jael) e Fernandinho (Everton); Luan. Técnico: Renato Gaúcho.

Barcelona de Guayaquil: Banguera; Velasco, Mena, Arreaga e Caicedo; Minda, Oyola e Díaz (Nahuelpán); Esterilla (Ayoví), Álvez e Marcos Caicedo (Castillo). Técnico: Guillermo Almada.

Árbitro: Roberto Tobar (Chile), auxiliado pelos compatriotas Carlos Astroza e Christian Schiemann.

Gols: Álvez (Barcelona de Guayaquil);

Cartões Amarelos: Edílson e Kannermann (Grêmio); Esterilla, Arreaga, Oyola e Velasco (Barcelona de Guayaquil).

Cartão Vermelho: Álvez (Barcelona de Guayaquil).

Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo