Esporte

Brasil e Japão fazem duelo com testes e cara de Copa do Mundo para Tite

09/11/2017 12h03

Rio de Janeiro, 9 nov (EFE).- A seleção brasileira encarará o Japão nesta sexta-feira, às 10h (horário de Brasília), no estádio Pierre-Mauroy, em Lille, na França, em amistoso que o técnico Tite quer dar cara de jogo por competição e que será aproveitado para testes no time titular.

A partida é a primeira depois do término das Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo. Em entrevista coletiva, o comandante dos pentacampeões mundiais revelou como está buscando motivar os jogadores convocados para os compromissos desse mês - na terça-feira, o adversário será a Inglaterra -, em preleção.

"Terminei com um exercício de imaginação. Imaginem que agora tudo é Copa do Mundo, amanhã (quinta-feira) temos que simular um jogo de Copa do Mundo, são duas equipes que estão no Mundial", disse.

Outra forma de motivar os jogadores para a partida amistosa é dar chance a quem vem ficando no banco, já que Tite conseguiu montar um 11, quase fixo, com Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho e Renato Augusto; Neymar, Willian, que ganhou a posição de Philippe Coutinho, e Gabriel Jesus.

Nesta quinta-feira, Danilo ganhará vaga na lateral-direita, Thiago Silva e Jemerson formarão a dupla de zaga, e Fernandinho e Giuliano comporão setor de meio com Casemiro. No gol e no ataque, no entanto, não haverá qualquer mudança para a este primeiro amistoso.

"É uma nova etapa de preparação. O Bielsa fala uma frase que eu comungo: 'Valorizo mais o merecido que o conseguido'. O desempenho nesta fase da preparação é fundamental. O desempenho de excelência é minha exigência nesta nova etapa", afirmou Tite, mandando recado para os novos titulares.

A seleção japonesa, que se garantiu na Copa do Mundo em agosto, como líder do grupo B da fase final das Eliminatórias asiáticas, chega para a partida sem três dos jogadores mais conhecidos do mais, os meias Shinji Kagawa, do Borussia Dortmund, Keisuke Honda, do Pachuca, e o atacante Shinji Okazaki, do Leicester.

"Os nomes que estão na lista são os que estão rendendo mais nos respectivos clubes. Eles não vêm mostrando seu melhor futebol. Já falei com eles sobre isso. Isto é uma competição", explicou o técnico bósnio Vahid Halilhodzic.

Brasil e Japão já se enfrentaram 11 vezes, em partidas envolvendo as seleções principais, com oito vitórias dos pentacampeões. Os outros três encontros terminaram empatados. O duelo mais recente aconteceu em outubro de 2014, com o show de Neymar, que marcou quatro vezes, em goleada por 4 a 0.



Prováveis escalações:.

Brasil: Alisson; Danilo, Jemerson, Thiago Silva e Marcelo; Casemiro, Fernandinho e Giuliano; Willian, Neymar e Gabriel Jesus. Técnico: Tite.

Japão: Kawashima; Sakai, Shoji, Yoshida e Nagamoto; Ideguchi, Hasebe, Endo e Yamaguchi; Asano e Haraguchi. Técnico: Vahid Halilhodzic.

Árbitro: Benoit Bastien (França), auxiliado pelos compatriotas Hicham Zakrani e Frédéric Haquette.

Estádio: Pierre-Mauroy, em Lille (França).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo