Esporte

Brasil decide rápido e bate Japão em 1º jogo com rival classificado para Copa

10/11/2017 12h07

Lille (França), 10 nov (EFE).- A seleção brasileira venceu nesta sexta-feira o Japão por 3 a 1, em amistoso disputado na cidade de Lille, na França, em seu primeiro confronto contra um adversário já classificado para a Copa do Mundo de 2018.

O jogo no estádio Pierre-Mauroy foi praticamente definido na etapa inicial. Logo aos 7 minutos, Neymar abriu o placar em cobrança de pênalti, marcada pelo árbitro francês Benoit Bastien, com auxílio do árbitro de vídeo (VAR), pela primeira vez utilizado em uma partida da seleção.

Pouco depois, o camisa 10 teve nova chance da marca fatal, mas parou em defesa do goleiro Eiji Kawashima.

O lateral-esquerdo Marcelo ampliou aos 17 da etapa inicial, e o atacante Gabriel Jesus, após bela jogada coletiva, fez o terceiro, aos 35. O zagueiro Tomoaki Makino descontou para os japoneses aos 17 minutos do segundo tempo.

Primeiro classificado para a próxima Copa do Mundo via Eliminatórias, ao garantir vaga no dia 28 de março deste ano, o Brasil só havia enfrentado, em amistosos e na etapa classificatória, seleções que ainda buscavam carimbar passaporte para a Rússia. Adversário de hoje, o Japão cumpriu a missão em 31 de agosto.

Na próxima terça-feira, os pentacampões farão o segundo duelo contra um adversário que estará presente no Mundial, a seleção inglesa, no estádio de Wembley, em Londres. Em março, será a vez de encarar Rússia e Alemanha, na última convocação antes da definitiva para a Copa do Mundo.

Para o amistoso desta sexta-feira, o técnico Tite deu oportunidades para alguns habituais reservas - no caso, Danilo, Jemerson, Thiago Silva, Fernandinho e Giuliano. O ataque, no entanto, foi o mesmo das últimas partidas, com Willian, Neymar e Gabriel Jesus.

Nos primeiros minutos dos duelo, a seleção brasileira buscou a imposição territorial e na posse de bola. Logo aos 3 minutos, o camisa 10 passou para Giuliano na extrema direita, que bateu firme e assustou, após desvio na zaga japonesa.

Pouco depois, aos 7, após cobrança de escanteio, o árbitro Benoit Bastien parou o jogo e acionou Nicolas Rainville e Amaury Delerue, responsáveis pelo VAR, que indicaram um pênalti de Yoshida em Fernandinho. Neymar foi para a cobrança e abriu o placar.

Oito minutos depois, o dono do apito não precisou do auxílio de vídeo e flagrou falta na área de Yamaguchi em Gabriel Jesus. O craque do Paris Saint-Germain foi para a bola de novo, dessa vez escolheu o canto esquerdo ao invés do direito, e Kawashima mandou a bola para escanteio.

Na sequência, após a cobrança do tiro de canto, a zaga japonesa cortou mal, e a bola sobrou para Marcelo, que vinha da intermediária. O lateral-esquerdo usou o pé direito com maestria para finalizar, soltou a bomba e ampliou o marcador.

Acuado durante a metade inicial do primeiro tempo, o Japão tentou apertar a saída de bola da seleção comandada por Tite. Susto ao goleiro Alisson, no entanto, só veio na bola parada. O zagueiro Yoshida cobrou falta da entrada da área e acertou o travessão.

Aos 35, o Brasil saiu do campo de defesa, em bela trama ofensiva, iniciada por Giuliano. A bola passou por Neymar, Jesus, sobrou para Casemiro que encontrou Willian. O meia do Chelsea abriu para Danilo, que, por sua vez, cruzou na medida para o camisa 9, seu companheiro de Manchester City, que tocou para as redes.

No segundo tempo, Tite já começou a fazer mudanças no intervalo, com a entrada de Cássio no lugar de Alisson. O goleiro do Corinthians, dez anos depois da primeira convocação, enfim, conseguiu estrear com a camisa da seleção brasileira.

O jogo recomeçou frio, sem grandes chances de gol e os pentacampeões mundiais em ritmo mais baixo. Aos 11 minutos, o VAR deu as caras mais uma vez, quando o árbitro consultou uma disputa de bola, em que Neymar foi flagrado dando um tapa em adversário, por isso, recebendo cartão amarelo.

Já com Alex Sandro e Diego Souza em campo, nos lugares de Marcelo e Gabriel Jesus, respectivamente, o Japão descontou aos 17 minutos, quando Makino completou escanteio da esquerda, cabeceando para o fundo das redes, após ganhar disputa no alto com Jemerson.

Na metade final da etapa complementar, Douglas Costa e Taison substituiram Neymar e Willian, respectivamente, deixando a seleção apenas com um único titular, Casemiro. Pouco depois, Renato Augusto, que tem habitual presença nos 11 iniciais de Tite, foi para o jogo na vaga de Giuliano.

A falta de entrosamento no Brasil, fez com que o futebol apresentado fosse burocrático em toda a etapa final. No Japão, o técnico bósnio Vahid Halilhodzic demorou mais a fazer alterações e o nível foi mantido por mais tempo.

Ainda assim, após cinco mexidas, os nipônicos chegaram a marcar aos 43 minutos, com Sugimoto, que, pouco antes havia entrado na vaga de Osako. A arbitragem no entanto, anulou o lance, por impedimento do atacante.

Nos acréscimos, enfim os reservas criaram uma oportunidade clara de gol, quando Danilo recebeu livre na direita e cruzou na medida, achando Alex Sandro livre no lado oposto. O lateral-esquerdo testou à esquerda do gol defendido por Kawashima.



Ficha técnica:.

Brasil: Alisson (Cássio); Danilo, Jemerson, Thiago Silva e Marcelo (Alex Sandro); Casemiro, Fernandinho e Giuliano (Renato Augusto); Willian (Taison), Neymar (Douglas Costa) e Gabriel Jesus (Diego Souza). Técnico: Tite.

Japão: Kawashima; Sakai, Yoshida, Makino e Nagamoto; Ideguchi (Endo), Hasebe (Inui) e Yamaguchi; Osako (Sugimoto), Kubo (Asano) e Haraguchi (Morioka). Técnico: Vahid Halilhodzic.

Árbitro: Benoit Bastien (França), auxiliado pelos compatriotas Hicham Zakrani e Frédéric Haquette.

Gols: Neymar, Marcelo e Gabriel Jesus (Brasil); Makino (Japão).

Cartões amarelos: Neymar (França); Yoshida, Haraguchi, Ideguchi e Sakai (Japão).

Estádio: Pierre-Mauroy, em Lille (França).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo