Topo

Esporte


Chiellini deixa aposentadoria da Itália em aberto após tragédia contra Suécia

13/11/2017 22h21

Roma, 13 nov (EFE).- O zagueiro Giorgio Chiellini, da Juventus, afirmou que não sabe se seguirá atuando pela seleção da Itália depois desta segunda-feira, data que ficará marcada pela eliminação da 'Azzurra' na repescagem para a Copa do Mundo de 2018 após um empate sem gols contra a Suécia, em Milão.

Perguntado se considerava liderar o projeto de recuperação da Federação Italiana de Futebol (FIGC) após a tragédia de hoje, o experiente zagueiro respondeu simplesmente que não sabia.

"Não sei. A (nova) Itália sairá de (Marco) Verratti e de muitos meninos dos anos 90, que poderão estar maduros para a próxima Eurocopa, na qual poderemos jogar a fase de grupos em casa. Será importante chegar bem lá", afirmou o zagueiro.

"É a única coisa que podemos fazer, fazia 60 anos que não perdíamos um Mundial", completou Chiellini, citando o fato de esta ser a primeira vez que a Itália ficará fora de uma Copa do Mundo desde 1958, na Suécia, conquistada pelo Brasil.

Sobre a derrota no jogo de ida para a Suécia e o empate sem gols de hoje, Chiellini reconheceu que não há desculpas que justifiquem um desastre como o ocorrido no Estádio Giuseppe Meazza.

"Não falo da arbitragem ou do azar. Demos tudo, mas não foi suficiente nesse momento e encontramos um rival que mereceu a vaga mais do que nós", disse o defensor.

Mais Esporte