Esporte

Irlanda e Dinamarca definem última seleção europeia na Copa de 2018

13/11/2017 14h23

Dublin/Copenhague, 13 nov (EFE).- Irlanda e Dinamarca duelarão nesta terça-feira, às 17h45 (de Brasília), no Aviva Stadium, em Dublin, três dias após empate em 0 a 0 no estádio Parken, em Copenhague, que definirá o último classificado da Europa na Copa do Mundo de 2018.

Na ida, os nórdicos dominaram totalmente a partida, mas esbarraram na forte retranca dos visitantes. Agora, se a igualdade sem gols se repetir, haverá prorrogação. Caso no tempo-extra, o placar siga em branco, a vaga sairá nos penâltis.

Os dinamarqueses, agora fora de casa, irão avançar com qualquer empate com gols. O vencedor, independente do placar, garantirá a antepenúltima vaga disponível para a Copa - as demais virão dos duelos entre Austrália e Honduras, e Peru e Nova Zelândia.

Nesta segunda-feira, em entrevista coletiva, o técnico da seleção da Irlanda, Martin O'Neill, revelou que os jogadores treinaram cobranças de pênaltis, embora admita que o rival tem forte poderio ofensivo, algo que o preocupa.

"Se nos fazem gols, tchau prorrogação, pênaltis. Talvez, também precisaremos marcar alguns gols durante a partida, porque será muito difícil que os dinamarqueses não marquem em dois confrontos seguidos", garantiu o comandante.

Para o jogo, O'Neill deverá seguir polemizando, mantendo o meia Wes Hoolahan, "queridinho" da torcida, no banco de reservas. Na partida em Copenhague, Callum O'Dowda atuou no setor, mas, desta vez, a vaga pode ficar com David Meyler, que foi incorporado ao elenco nos últimos dias.

O técnico norueguês Age Hareide coincidiu com o treinador da Irlanda, mostrando confiança no peso de um gol marcado. Segundo o comandante da Dinamarca, balançar as redes poderá fazer a diferença na briga pela classificação.

"Acho que posso garantir que, se fizermos gol, estaremos classificados", afirmou, em entrevista coletiva.

Para o jogo desta terça-feira, a Dinamarca, provavelmente, terá a mesma formação do encontro na última semana. A única dúvida é no setor ofensivo, com Yussuf Poulsen podendo entrar no lugar de Andreas Cornelius.



Prováveis escalações:.

Irlanda: Randolph; Christie, Duffy, Clark e Ward; Hendrick, Arter, Meyler, Brady e McClean; Murphy. Técnico: Martin O'Neill.

Dinamarca: Schmeichel; Ankersen, Kjaer, Bjelland e Stryger Larsen; Kvist, Delaney e Eriksen; Poulsen (ou Cornelius), Jorgensen e Sisto. Técnico: Age Hareide.

Árbitro: Szymon Marciniak (Polônia, auxiliado pelos compatriotas Pawel Sokolnicki e Tomasz Listkiewicz.

Estádio: Aviva Stadium, em Dublin (Irlanda).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo