Esporte

Eriksen faz 3, Dinamarca goleia Irlanda e garante vaga na Copa do Mundo

14/11/2017 20h02

Dublin, 14 nov (EFE).- A Dinamarca se redimiu do placar zerado em Copenhague na semana passada e goleou a Irlanda por 5 a 1, de virada, em Dublin nesta terça-feira, garantindo assim classificação para a Copa do Mundo de 2018, após ausência na última edição, no Brasil.

Liderados pelo meia Cristian Eriksen, principal jogador da equipe e autor de três gols na partida, os dinamarqueses compensaram fora de casa a falta de gols na partida de ida, em que também jogaram melhor, mas pararam na zaga irlandesa.

Com a classificação, a Dinamarca se tornou a 30ª seleção a garantir presença na Copa do Mundo e encerrou assim a repescagem das Eliminatórias europeias, pela qual Croácia, Suíça e Suécia também se credenciaram para ir à Rússia, eliminando Grécia, Irlanda do Norte e Itália, respectivamente.

Jogando em casa e com o apoio da torcida, a Irlanda partiu para cima e contou com a ajuda da defesa dinamarquesa para abrir o placar. Aos 6 minutos, o volante Delaney tentou afastar uma bola alçada na área e acabou jogando para trás. O zagueiro Duffy se antecipou ao goleiro Schmeichel e cabeceou para o gol.

O empate veio aos 28 minutos, também com a colaboração da zaga adversária, desta vez a irlandesa. Após boa jogada de Sisto, Christensen recebeu na área e chutou na trave, mas a bola voltou no joelho de Christie, que empurrou para dentro da própria meta.

Eriksen começou a brilhar dois minutos depois. Em contra-ataque rápido, Sisto lançou o meia pela esquerda. De primeira, o camisa 10 mandou no ângulo e ainda viu a bola bater no travessão antes de entrar.

No segundo tempo, Eriksen voltou a balançar a rede aos 17 minutos, novamente com assistência de Sisto. Ao receber na entrada da área, o meia ambidestro mandou de canhota no canto de Randolph, que não conseguiu chegar.

O 'hat-trick' veio dez minutos depois, quando Ward errou ao tentar afastar um cruzamento e acabou deixando a bola de presente para Eriksen disparar uma bomba no ângulo do goleiro, que nada poderia fazer.

Para completar a goleada no Aviva Stadium, o atacante Nicklas Bendtner, ex-Arsenal, que havia entrado aos 38 minutos da etapa final, sofreu pênalti aos 44 e cobrou bem, no canto oposto ao goleiro Randolph.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo