Esporte

"De corpo e alma", Grêmio inicia busca por tri da Libertadores contra o Lanús

21/11/2017 16h06

Rio de Janeiro, 21 nov (EFE).- O Grêmio aposta na força de sua torcida e na disposição de seus jogadores para começar com o pé direito o caminho para buscar o tricampeonato da Taça Libertadores nesta quarta-feira contra o Lanús, que chega pela primeira vez à decisão do torneio e quer escrever sua própria história.

Campeão em 1983 e 1995, além de vice em 1984 e 2007, o Tricolor quer aproveitar a longa experiência continental e atmosfera que a torcida promete criar na Arena Grêmio, que deve ter recorde de público, para conseguir uma vantagem suficiente para viajar com tranquilidade para a Argentina, onde disputará a partida de volta.

O clima de rivalidade ainda foi aguçado por um fator extracampo, revelado pela emissora "ESPN": o uso de drone pelo Grêmio para espionar o treinamento do rival. Apesar da polêmica e do possível benefício ao adversário, o Lanús acabou minimizou o incidente.

O técnico Renato Gaúcho, campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes com o Grêmio em 1983, poderá contar com todos os titulares para a grande partida do time na temporada, graças à estratégia de poupar muitos atletas durante o Campeonato Brasileiro.

Desde o início da concentração da equipe na última sexta-feira, Renato reforçou a necessidade de passar aos jogadores que eles disputarão o jogo de suas vidas. A mensagem foi entendida pelo elenco, que diz que entrará "de corpo e alma" em campo.

"Ele nos disse que temos que encarar o jogo como a última partida da nossa vida. Vamos entrar com o melhor que temos e nos entregar de corpo e alma", afirmou o zagueiro Pedro Geromel em coletiva.

"Sabemos da força do Lanús, mas vamos tentar uma boa vantagem. Uma final se decide nos detalhes e nós vamos jogar em casa, com o apoio dos torcedores, e confiantes em conseguir essa vantagem", completou o jogador, um dos destaques do time na temporada.

Renato aproveitou a ausência de desfalques para aumentar o mistério em relação à equipe que levará a campo na Arena Grêmio amanhã. Com todos os jogadores à disposição, o técnico preferiu treinar a portas fechadas nos últimos dias, citando que alguns dos reservas aproveitaram as oportunidades dadas por ele.

O meia Michel, por exemplo, por ocupar a vaga de Jaílson. Já Everton disputa um lugar na esquerda do ataque com Fernandinho.

O Lanús quer aproveitar a oportunidade de disputar sua primeira final de Libertadores para continuar fazendo história. As declarações foram do técnico do time argentino, Jorge Almirón, que tenta passar o favoritismo de conquistar o título para o Grêmio.

Os comandados de Almirón chegaram ao Brasil na segunda-feira e, desde então, estão treinando no Beira-Rio, rival histórico do adversário da final de quarta-feira.

Almirón reconhece que o Grêmio é favorito para o jogo de ida decisão e afirmou que a equipe de Renato tem a "obrigação" de vencer amanhã por ser o mandante. No entanto, o técnico afirmou que o time tem grande esperança de se impor já na primeira partida do duelo.

"Nunca imaginei jogar a final da Taça Libertadores porque era muito difícil, mas temos uma equipe muito competitiva que sabe como jogar", afirmou o veterano atacante José Sand, de 37 anos, umas referências do clube da região metropolitana de Buenos Aires.

Almirón disse que seus jogadores sabem que vencer a Libertadores dará prestígio a todos e colocará seus nomes na história. Por isso, a equipe não quer desperdiçar essa oportunidade contra o Grêmio.

O técnico também destacou que, após ter poupado jogadores no Campeonato Argentino, sua equipe teve tempo suficiente para se preparar para a final e para recuperar todos os jogadores lesionados. Portanto, o Lanús entrará com força máxima em campo.



Possíveis escalações:.

Grêmio: Grohe; Edilson, Geromel, Kannemann e Cortez; Jailson (Michel), Arthur, Ramiro, Luan e Fernandinho (Everton); Lucas Barrios. Técnico: Renato Gaúcho.

Lanús: Andrada; Gómez, Guerreño, Braghieri e Velázquez; Martínez, Marcone e Pasquini; Silva, Sand e Acosta. Técnico: Jorge Almirón.

Árbitro: Julio Bascuñán (Chile), auxiliado pelos compatriotas Carlos Astroza e Christian Schiemann.

Estádio: Arena Grêmi, em Porto Alegre.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo