Topo

Esporte

Após 2 meses no cargo, Bauza é demitido da seleção da Arábia Saudita

22/11/2017 19h09

Riad, 22 nov (EFE).- O técnico argentino Edgardo Bauza, ex-São Paulo, foi demitido nesta quarta-feira do comando da seleção da Arábia Saudita, após ficar apenas dois meses no cargo.

Em comunicado, a federação saudita explicou que decidiu pela demissão após uma avaliação do período de Bauza como treinador, no qual a seleção do país não obteve bons resultados.

Bauza começou a treinar a Arábia Saudita em setembro. Desde então, comandou a equipe em cinco amistosos. Venceu Jamaica e Letônia, mas perdeu para Gana, Portugal e Bulgária.

Há menos de uma semana, o presidente da Autoridade de Esportes da Arábia Saudita, Turki aal Sheikh, cogitou a possível demissão do treinador no Twitter e afirmou que Bauza estava sendo avaliado com um "microscópio".

Além disso, afirmou que a seleção perdeu "identidade" com o argentino no comando da equipe.

A Arábia Saudita se classificou para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, com o técnico Bert Van Marwijk, substituído por Bauza.

O argentino já tinha sido demitido anteriormente da seleção de seu próprio país, que contratou Jorge Sampaoli, e dos Emirados Árabes Unidos.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte