Topo

Esporte

Com golaço de Vizeu, Fla vira no Maracanã e sai na frente por vaga na final

23/11/2017 23h52

Rio de Janeiro, 23 nov (EFE).- Após ir para o intervalo sob vaias da torcida no Maracanã, o Flamengo se recuperou e venceu o Junior Barranquilla de virada por 2 a 1 nesta quinta-feira, com direito a um golaço de Felipe Vizeu, e saiu na frente do time colombiano na briga por uma vaga inédita na final da Copa Sul-Americana.

A insistência nas jogadas aéreas compensou a falta de criatividade rubro-negra com a bola no chão. Em duas jogadas pelo alto, Juan e Vizeu fizeram os gols que decidiram a vitória em casa. Lesionado, Diego Alves precisou ser substituído após uma dividida e Téo Gutiérrez abriu o placar logo após a entrada de Muralha.

O reencontro entre as equipes será na próxima quinta-feira, no Estádio Metropolitano Roberto Meléndez. O rubro-negro terá a vantagem do empate, mas o Junior se classificará se vencer por 1 a 0.

Antes da partida de volta, o Flamengo receberá o Santos no próximo domingo, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, no qual o clube carioca ocupa a sexta posição e ainda briga por uma vaga na Taça Libertadores do ano que vem.

Empurrado pela torcida, o time da casa foi o primeiro a levar perigo no Maracanã, com Mancuello. Ao receber no bico da área, o argentino arriscou o chute e a bola morreu na rede pelo lado de fora, o que enganou uma parte da torcida que pensou ter visto o gol.

O técnico Reinaldo Rueda precisou queimar uma substituição com 19 minutos de jogo. Ao salvar o Flamengo em dividida com Yony González, que aproveitou um buraco da defesa na área, Diego Alves levou a pior e precisou ser substituído por Alex Muralha.

Menos de um minuto após a substituição, o time colombiano atacou mais uma vez com Germán Gutiérrez, que cruzou rasteiro da esquerda. Muralha não cortou, a bola passou por toda a zaga rubro-negra e chegou a Teo, que completou com o gol vazio para abrir o placar.

Com a desvantagem em casa, o Flamengo partiu para cima. O empate quase veio pouco depois, quando Éverton Ribeiro cruzou com o pé direito e Felipe Vizeu subiu mais que a zaga para cabecear rente à trave de Viera.

A equipe visitante passou a explorar os contra-ataques em velocidade. Em um deles, Chará foi lançado por Cantillo pela direita, cortou Trauco e disparou a bomba, mas Muralha mandou pela linha de fundo. Como resposta, o Fla tentou levar perigo nas bolas aéreas, mas não assustou tanto.

Insatisfeita com o rendimento do time em campo, a torcida rubro-negra protestou aos gritos de "queremos raça" quando o árbitro venezuelano José Argote apitou o fim do primeiro tempo. No início da segunda etapa, Rueda tentou dar uma cara nova ao Fla colocando Vinícius Jr. no lugar de Mancuello.

Mas o Junior voltou bem para a partida. Aproveitando falha na zaga rubro-negra, Chará avançou pela intermediária e tocou para Téo Gutiérrez, que tocou de primeira para deixar Díaz na cara do gol, mas a defesa se recuperou a tempo de afastar o perigo.

Sem conseguir criar chances com a bola no chão, o Flamengo voltou a se dedicar às jogadas aéreas, e o empate quase veio aos 22 minutos. Após cobrança de escanteio, Réver subiu para cabecear no cantinho de Viera, mas o goleiro se esticou para fazer defesa incrível e evitar o gol.

A insistência ainda daria certo. Aos 30, depois de escanteio cobrado por Trauco, Juan nem precisou pular para cabecear da marca do pênalti e balançar a rede de Viera, que sequer se mexeu na jogada.

Adormecido nos minutos anteriores, o Junior voltou a assustar duas vezes com Diaz, que aproveitou espaços na área rubro-negra e só parou em Muralha. Mas, após a saída de Téo Gutiérrez, o time perdeu força na frente.

A virada veio com um golaço de Vizeu, aos 36 minutos. Em nova jogada de bola pelo ar, Trauco cruzou para Willian Arão, que apenas escorou para o atacante acertar um belo chute sem pulo, sem chances para Sánchez.



Ficha técnica:.

Flamengo: Diego Alves (Alex Muralha); Pará, Réver, Juan e Trauco; Cuéllar, Willian Arão e Diego; Éverton Ribeiro (Lucas Paquetá), Mancuello (Vinícius Jr.) e Felipe Vizeu. Técnico: Reinaldo Rueda.

Junior Barranquilla: Viera; David Murillo, Pérez, Arias e Germán Gutiérrez; Pico, Cantillo, Mier e González; Chará e Teo Gutíerrez (Sánchez). Técnico: Julio Comesaña.

Árbitro: José Argote (Venezuela), auxiliado pelos compatriotas Luis Murillo e Carlos López.

Gols: Juan e Vizeu (Flamengo); Téo Gutiérrez (Junior).

Cartões amarelos: Éverton Ribeiro (Flamengo); Murillo (Junior).

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte