Esporte

Farfán troca esquecimento no mundo árabe por brilho no Campeonato Russo

Divulgação
Jefferson Farfán comemora gol pelo Lokomotiv Moscou Imagem: Divulgação

Da EFE, em Moscou (Rússia)

04/12/2017 19h32

Moscou, 4 dez (EFE).- Fora dos holofotes há alguns meses, o peruano Jefferson Farfán trocou o futebol dos Emirados Árabes para se tornar uma das estrelas do Campeonato Russo e a grande esperança do Peru na Copa do Mundo de 2018.

Atraído pelo dinheiro dos países do Golfo Pérsico, o peruano assinou pelo Al-Jazira em julho de 2015, após 11 temporadas na elite do futebol europeu divididas entre PSV e Schalke 04.

Com a Copa em território russo no horizonte, o atacante, que chegou a ser especulado no Flamengo para fazer dupla com o também peruano Paolo Guerrero, se transferiu no início deste ano para o Lokomotiv Moscou, um clube tradicional que não conquistava o principal torneio nacional desde 2004.

Aos 33 anos, Farfán foi eleito o melhor jogador da equipe em novembro e, graças aos seus gols, o Lokomotiv é líder isolado do Campeonato Russo, algo impensável no início da temporada.

O ápice da boa fase começou quando o atacante marcou dois gols na vitória por 3 a 0 sobre o poderoso Zenit São Petersburgo, treinado por Roberto Mancini, no dia 29 de outubro.

Nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo, Farfán foi decisivo na vitória por 2 a 0 sobre a Nova Zelândia ao marcar seu primeiro gol em quatro anos e meio pela seleção peruana.

Desde então, foi o autor dos dois gols do Lokomotiv na vitória por 2 a 1 sobre o Copenhague, resultado que deixou a equipe em boa situação na Liga Europa.

Além disso, marcou nos acréscimos o gol que sacramentou o triunfo por 2 a 1 fora de sobre o Ska Khabarovsk, em jogo disputado com 13 graus abaixo de zero, e balançou a rede na vitória por 1 a 0 sobre o Rubin Kazan no último sábado. Para a imprensa russa, Farfán é a revelação e o melhor jogador do campeonato.

Farfán chegou ao Lokomotiv a custo zero, contratação que contrasta com a do atacante Eder, que brilhou ao marcar o gol da vitória de Portugal sobre a França na Eurocopa, mas que não correspondeu às espectativas na equipe russa.

Além disso, o Peru recuperou um jogador de alto nível para a primeira Copa do Mundo que disputará em 36 anos, disputada no país em que Farfán recuperou o faro de gols no momento propício, agora que Paolo Guerrero está suspenso por doping.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo