Esporte

Goleiro que marcou contra o Milan diz ainda não acreditar: "parece piada"

04/12/2017 14h29

Redação Central, 4 dez (EFE).- Responsável por somar o primeiro ponto da história do Benevento na primeira divisão do Campeonato Italiano ao marcar um improvável gol de cabeça contra o Milan no último domingo, o goleiro Alberto Brignoli confessou que ainda não entendeu exatamente como tudo ocorreu.

"Não me lembro do que aconteceu. Encostei na bola com a cabeça, mas estava virado para a arquibancada, então não vi para onde foi a bola. Todos os jogadores pularam em cima de mim e só uns dois segundos depois entendi que tinha feito o gol. Já assisti três ou quatro vezes depois do jogo e parece piada. Se eu tentar fazer outras cem vezes, não vai sair assim", comentou à Agência Efe.

O Milan vencia a partida por 2 a 1 fora de casa até os 50 minutos do segundo tempo, quando Danilo Cataldi cobrou falta na área e o goleiro apareceu para cabecear e sacramentar o empate no último lance da partida.

Esse gol representou o primeiro ponto do Benevento, que compete na elite do futebol italiano pela primeira vez e que havia perdido todos os 14 jogos disputados até então.

"É um lance muito raro. Estou muito feliz pelo clube. Foi um começo de temporada muito difícil e fazer um gol assim, que serve para somar o primeiro ponto do Benevento, é muito importante. Meus companheiros também não acreditavam. Um gol tão importante aos 50 minutos? Achavam que estavam sonhando", lembrou.

Além de ter feito história pelo Benevento, o goleiro de 26 anos também decretou o tropeço de Gennaro Gattuso em sua estreia como técnico do Milan. Na opinião do jogador, esse foi o momento mais marcante de sua carreira até agora.

"É o mais especial. Também porque é o primeiro ano em que posso jogar na primeira divisão com continuidade. O gol é importante, mas é muito mais importante continuar jogando partidas e tentar seguir nesta categoria por mais um ano com o Benevento", revelou.

De acordo com Brignoli, o ponto conquistado pode fazer bem para o psicológico dos jogadores, que estavam abalados após uma sequência tão grande de derrotas na lanterna do campeonato.

"Começamos a temporada sem muita sorte, perdendo muitas partidas nos acréscimos. Somos todos jogadores muito jovens na primeira temporada na Série A, um campeonato muito difícil. Ficar 14 jogos sem fazer um ponto foi muito complicado para o psicológico de todos. Acho que isto pode nos ajudar".

Ao ser perguntado se acredita na possibilidade de voltar a marcar um gol, Brignoli confessou que essa cena não deve voltar a se repetir.

"Não. É a primeira vez e acho que será a última porque é muito raro. Não é o que tenho que fazer, eu preciso defender. O gol poderia ter sido feito por qualquer um da equipe, o mais importante é que conquistamos o primeiro ponto.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo