Esporte

Ricciardo foi o líder de ultrapassagens em 2017

05/12/2017 17h20

Redação Central, 5 dez (EFE).- O australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, quinto colocado no Mundial de Fórmula 1 de 2017, foi o piloto que mais realizou ultrapassagens nesta temporada, com 43 ao longo do ano, sendo 13 delas em uma só corrida, o GP da Grê-Bretanha.

O número total de ultrapassagens na temporada foi 435, com uma média de 21,8 por corrida. O Grande Prêmio com menos ultrapassagens foi o da Rússia, com apenas uma.

Os pilotos que menos ultrapassaram rivais foram o britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, - campeão da temporada - e o holandês Max Verstappen, da Red Bull.

O alemão Sebastian Vettel alcançou com sua Ferrari a velocidade mais alta de todo o campeonato: 362,4 km/h no GP do México, enquanto Hamilton ganhou a corrida mais rápida, a de Monza, a uma velocidade média de 243,526 km/h.

A Red Bull foi a equipe que mais realizou ultrapassagens (65) no campeonato e também a que menos foi ultrapassada (11), ao lado da Ferrari.

As estatísticas da Pirelli revelam que foram utilizados 38.788 pneus na F1, inclusive 5.268 nos testes. Desse total, 25.572 foram slicks e 13.016 de chuva ou intermediários.

O britânico Lewis Hamilton foi o que mais quilômetros percorreu com os macios (4.696) e Felipe Massa, da Williams, o que mais usou os de chuva (242).

Mario Isola, chefe esportivo da Pirelli para atividades automobilísticas, comentou em comunicado que "a Fórmula 1 introduziu nesta temporada uma nova regra técnica, cujo resultado foram os carros mais rápidos da história do esporte".

"A nossa missão foi fabricar os pneus mais velozes de todos os tempos, 25% mais largos que os seus antecessores, a fim de lidar com as maiores velocidades de quebra por curva e as cargas elevadas, que apesar de tudo permitiram aos pilotos tirar ao máximo do início ao fim", explicou.

Segundo os dados divulgados deste ano, a pole position foi, em média, 2,450 segundos mais veloz que em 2016, e a volta mais rápida, 2,968 segundos menor que no ano anterior.

"A partir de agora, o nosso foco é em 2018, com um pneu ainda mais rápido e com todos os compostos um ponto mais macio, o que deve ajudar a aumentar ainda mais a velocidade e o espetáculo no futuro", apontou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo