Esporte

Putin afirma que Rússia não boicotará os Jogos Olímpicos de Inverno

Divulgação
Cena de "As Entrevistas de Putin", de Oliver Stone Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

06/12/2017 14h56

Moscou, 6 dez (EFE).- O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou nesta quarta-feira (06) que a Rússia não boicotará os Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang, em 2018, após o Comitê Olímpico Internacional (COI) ter excluído o país da competição.

"Nós, sem dúvida nenhuma, não declararemos nenhum boicote nem impediremos que nossos atletas olímpicos participem, se algum deles quiser competir individualmente", afirmou.

Putin também admitiu que "a Rússia é, em parte, culpada" pela exclusão dos Jogos, "já que deu motivos para isso", mas considerou que a "punição coletiva" é um conceito jurídico que não existe.

O líder, no entanto, criticou o fato de "a maioria das acusações" contra o país seja baseada em depoimentos que, segundo ele "não foram comprovados e, em grande parte, são infundados".

"O importante é que, nas conclusões da comissão (do COI), fica claro que, na Rússia não houve nenhum sistema estatal de apoio ao doping. Esta é uma importante conclusão", avaliou.

O presidente lembrou o fato de atletas que se dedicaram a vida toda para participar da competição, não poderem defender o país nos Jogos Olímpicos de Inverno. Inclusive, por isso, justificou não cobrar um boicote das federações.

"É algo muito importante para eles, por isso, que, partindo desse pressuposto, não proibiremos ninguém, nem criaremos condições que tornem impossível a participação deles", garantiu.

Putin, no entanto, destacou que ele não é o responsável pela decisão sobre a participação ou não de desportistas do país, já que isso cabe as federações das modalidades que participarão dos Jogos Olímpicos.

"Eu também sofro por eles. Muitos, não só conheço, mas os considero meus amigos. Eu passo mal com eles. Cada um deve tomar uma decisão", disse o chefe de Estado.

O presidente ainda atacou Grigory Rodchenkov, antigo diretor do laboratório antidoping de Moscou, que é a principal fonte de informações da Agência Mundial Antidoping (Wada), nas investigações sobre doping estatal, dizendo que o estado psiquíco e a moral do russo "deixam a desejar".

Por fim, Putin lamentou a decisão de impôr aos atletas do país, competir pela bandeira neutra, do movimento olímpico, classificando-a como uma "humilhação".
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo