Topo

Esporte

Zidane e Marcelo criticam Fifa por expulsão em Mundial valer no Espanhol

Gonzalo Arroyo Moreno/Getty Images
Zidane durante coletiva de imprensa pelo Real Madrid Imagem: Gonzalo Arroyo Moreno/Getty Images

12/12/2017 15h22

Redação Central, 12 dez (EFE).- O técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, e o lateral-esquerdo Marcelo representaram a indignação da equipe com a decisão da Fifa de fazer com que uma expulsão na decisão do Mundial de Clubes da Fifa tenha efeitos na próxima partida do clube no Campeonato Espanhol, no caso, o clássico contra o Barcelona, atual líder do torneio.

Os jogadores e comissão técnica do Real Madrid ficaram surpresos ao saberem que, segundo o Código Disciplinar da Fifa, uma expulsão na final do Mundial de Clubes terá como consequência uma suspensão no jogo seguinte que seria disputado pela equipe em questão, contra o maior rival no caso do clube da capital espanhola.

"Não influi em nada, vamos jogar como sempre", afirmou Marcelo, antes de criticar a medida. "Esse torneio é um prêmio por vencer a Champions e não tem nada a ver com o resto. Ser punido no Espanhol se você for expulso não me parece justo, mas estamos aqui para jogar futebol e não vamos tirar o pé do acelerador pensando na partida com o Barcelona", completou o jogador brasileiro.

Zidane seguiu a mesma linha de pensamento do lateral, admitindo que seus atletas podem tirar a perna na hora de divididas pensando em um clássico decisivo para as pretensões do Real Madrid no Espanhol, já que o Barcelona está oito pontos na frente do rival.

"É uma coisa que pode ocorrer (não colocarem a perna em divididas). São duas competições diferentes e me parece um pouco forte se isso acontecer. Mas, como nada vai ocorrer porque penso positivo, vamos jogar todos contra o Barcelona. É um pouco estranho, mas aceitamos, não podemos fazer nada", afirmou Zidane.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte