Topo

Esporte

CR7 marca de falta, Grêmio cai diante do Real Madrid e é vice do Mundial

16/12/2017 16h51

Abu Dhabi, 16 dez (EFE).- O Grêmio lutou, mas acabou derrotado pelo Real Madrid por 1 a 0, neste sábado, no Zayed Sports City, em Abu Dhabi, por 1 a 0, viu o adversário conquistar pela segunda vez consecutiva o Campeonato Mundial de Clubes e ainda chegar a cinco títulos em 2017.

O time espanhol, que encontrou dificuldades para finalizar na etapa inicial, devido a sólida atuação do sistema defensivo tricolor, conseguiu balançar as redes aos 8 minutos da etapa final, quando o atacante português Cristiano Ronaldo acertou falta entre a barreira e superou Marcelo Grohe.

O duelo terminou com 19 finalizações dos 'Blancos' e apenas uma do Grêmio, que teve, especialmente, o meia-atacante Luan apagado. Na reta final do segundo tempo, ainda houve tempo para o goleiro Marcelo Grohe aparecer bem, fazendo duas ótimas defesas, em finalizações de CR7 e do meia-atacante galês Gareth Bale.

No Real Madrid, dois jogadores da seleção brasileira voltaram a conquistar o Mundial, o lateral-esquerdo Marcelo e o volante Casemiro. Ambos ficaram 90 minutos no gramado.

Esta foi a sexta vez que a equipe da capital espanhola se sagra campeão mundial, considerando as conquistas da Copa Intercontinental, reconhecidas pela Fifa. Além do troféu erguido no ano passado, o time venceu em 1960, 1998, 2002 e 2014, abrindo dois de frente para o Milan.

O time brasileiro, por sua vez, fica com o vice pela segunda vez. A primeira foi em 1995, na derrota para o Ajax, nos pênaltis. Doze anos antes, veio a inédita taça, erguida graças a vitória sobre o Hamburgo, da Alemanha, por 2 a 1.

Além do Mundial de Clubes, neste ano, o Real Madrid também conquistou a Liga dos Campeões da Europa, o Campeonato Espanhol, além das duas Supercopas que participou, a Europeia e a da Espanha.

O Grêmio entrou no comando de ataque com o atacante paraguaio Lucas Barrios, que levou a melhor sobre Jael. Com isso, o técnico Renato Gaúcho repetiu a escalação utilizada na vitória sobre o Pachuca por 1 a 0, na prorrogação, pelas semifinais.

No Real Madrid, Bale, autor do gol da vitória sobre o Al-Jazira por 2 a 1, começou como suplente, como esperado. Com relação jogo anterior, o lateral-direito Dani Carvajal, o zagueiro Sergio Ramos e o meia Toni Kroos, poupados, voltaram. Com isso, Achraf Hakimi, Nacho e Mateo Kovacic começaram como reservas.

Nos primeiros minutos, as duas equipes mostraram muita disposição, com o Tricolor Gaúcho marcando no campo do adversário, e o campeão europeu trocando passes em velocidade, para chegar ao setor ofensivo. Aos 10, a primeira finalização foi do time espanhol, com Benzema, de longe, batendo por cima do gol.

Aos poucos, o Real Madrid tomou conta do jogo. Aos 20, após boa jogada da esquerda de Modric, a bola sobrou para Carvajal, que bateu, mas Geromel cortou. Na sequência, após escanteio da direita, Sergio Ramos desviou, Varane quase tocou, mas foi impedido pela saída rápida de Marcelo Grohe.

O Real tentava "martelar" o Grêmio, embora não criasse oportunidades tão perigosas. Tanto é que o time gaúcho deu o primeiro grande susto aos 28, quando Edílson cobrou falta da intermediária, que passou muito perto do travessão do gol defendido por Navas.

A chegada do campeão da América, no entanto, foi isolada, enquanto a pressão do rival espanhol seguia intensa. Geromel, Jaílson, Kannemann, no entanto, se desdobravam para fazer com que Cristiano Ronaldo e companhia, sequer conseguissem chutar para gol.

Aos 39 minutos, o Real Madrid conseguiu levar perigo ao Grêmio, apelando para a bola parada. O próprio camisa 7 dos 'Blancos' protagonizou o lance, cobrando falta de intermediária com muita força, mas por cima do travessão.

O segundo tempo começou com panorama semelhante ao do fim do primeiro. Aos 6 minutos, Cristiano Ronaldo recebeu na intermediária, lutou contra a marcação, carregou e encheu o pé, batendo a direita do gol defendido por Marcelo Grohe.

Dois minutos depois, de novo o craque português se valeu da bola parada, dessa vez com mais sucesso. Em falta da intermediária, que ele mesmo sofreu, após entrada de Jaílson, CR7 bateu no meio da barreira, entre Barrios e Luan, e acertou o canto direito, abrindo o placar.

O Grêmio voltou a ter as redes balançadas aos 13, quando Marcelo cruzou da esquerda, Benzema ajeitou e Cristiano Ronaldo bateu para o gol. O lance, no entanto, acabou anulado pelo árbitro mexicano César Arturo Ramos por causa da posição irregular do atacante francês.

A 'blitz' em busca do segundo gol seguiu pelos lados do Real Madrid. Aos 15 minutos, Casemiro recebeu no lado direito do setor ofensivo e arriscou, batendo forte na bola. Marcelo Grohe, bem posicionado, deu soco na bola, para afastar a ameaça.

Em desvantagem, Renato Gaúcho mexeu no ataque, lançando Jael na vaga do apagado Barrios. No minuto seguinte, aos 18, Modric bateu da entrada da área e parou em defesa de Grohe, que espalmou de leve para a direita e ainda teve que torcer, até que a bola explodisse na trave.

Aos 25, a aposta do técnico do Grêmio foi a entrada do atacante Everton no lugar de Ramiro. Na sequência, o técnico francês Zinedine Zidane fez a primeira mexida na partida, com Lucas Vázquez substituindo Isco.

Ainda sem encontrar receita para ameaçar o Real Madrid, o Grêmio seguiu dominado. Aos 30, após boa troca de passes entre os integrantes do setor ofensivo, Kroos ajeitou para Benzema, que bateu prensado na zaga, sem força, parando em defesa de Grohe.

Com Bale em campo, depois que o galês entrou na vaga de Benzema, o atual campeão europeu ficou muito perto de ampliar aos 36, quando Cristiano Ronaldo foi lançado na direita, invadiu a área e bateu cruzado, parando em ótima defesa do goleiro gremista.

Grohe, inspirado, apareceu outra vez dois minutos depois, quando Bale deu drible desconcertante em Jaílson dentro da área e bateu de pé esquerdo, com muita categoria. O camisa 1 do time gaúcho se esticou todo e conseguiu desviar por cima do gol.



Ficha técnica:.

Real Madrid: Navas; Carvajal, Varane, Sergio Ramos e Marcelo; Casemiro, Kroos e Modric; Isco (Vázquez), Cristiano Ronaldo e Benzema (Bale). Técnico: Zinedine Zidane.

Grêmio: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel (Maicon), Jaílson, Ramiro (Everton) e Luan; Fernandinho e Barrios (Jael). Técnico: Renato Gaúcho.

Árbitro: César Arturo Ramos (México), auxiliado pelos compatriotas Marvin Torrentera e Miguel Ángel Hernández.

Gol: Cristiano Ronaldo (Real Madrid).

Cartão amarelo: Casemiro (Real Madrid).

Estádio: Zayed Sports City, em Abu Dhabi (Emirados Árabes).

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte