Topo

Esporte

Casais vencem concurso e realizam sonho de se casar em La Bombonera

18/12/2017 19h35

Sebastián Meresman.

Buenos Aires, 18 dez (EFE).- Laura Velázquez e Miguel Paredes entraram no gramado de La Bombonera pelo mesmo túnel utilizado pelos jogadores, foram cumprimentados pelos familiares e amigos que estavam no campo, e, minutos depois, tornaram-se marido e mulher na arquibancada do emblemático estádio do Boca Juniors.

Eles e outros 11 casais realizaram nesta segunda-feira o sonho de se casar no campo de um dos mais tradicionais clubes do futebol argentino após vencerem outros 1.391 noivos em um concurso realizado pela Prefeitura de Buenos de Aires.

Velázquez é torcedora do clube e até seu buquê tem as cores azul e amarela da camisa 'xeneize'. Paredes, com quem tem um relacionamento há 25 anos, porém, prefere o River Plate.

"Ele diz que não é 'xeneize', mas lá no fundo de seu coração é sim. Desde quando soubemos da notícia, tudo foi mágico. Ele aceitou tudo, disse sim para tudo. Inclusive, acho que está mais emocionado do que eu", brincou Velázquez.

"As cores do buquê foram essas porque todos são 'xeneizes' na minha família. Mamãe é sócia, todos somos sócios e viemos aos jogos sempre", completou, orgulhosa.

Paredes negou torcer pelo clube da esposa, mas revelou que aceitou se casar com ela em La Bombonera porque seu único objetivo era fazê-la feliz. "Não sou torcedor do Boca, mas estou cercado deles, por isso aceitei", contou em entrevista à Efe.

Soledad Sorcio e Ezequiel Sotelo Aguiar formam outro casal que subiu as arquibancadas de La Bombonera para dizer "sim".

"Quando vi esse concurso, me atirei de cabeça. Achamos extraordinário. Os dois são torcedores (do Boca). Bom, agora estamos aqui, realizando um sonho", afirmou Aguiar.

Todas as cerimônias foram adaptadas para incluir o futebol na festa. Os juízes de paz levados ao estádio para realizar as celebrações incluíam o tema ao se dirigirem aos casais.

"Gritem que se amam com a força com a qual gritavam os gols de Martín Palermo", disse um deles, citando o ex-atacante argentino, artilheiro do Boca Juniors e da seleção do país.

Arturo Ballana, um dos noivos, fez como Laura Velázquez e levou as cores do clube para os acessórios. A gravata usada por ele no casamento era verde e azul.

A oportunidade de ter La Bombonera como cenário do casamento, inclusive, antecipou a união de alguns dos vencedores do concurso. Daniel Colqui e Daniela Cruz revelaram que não pensavam em se casar até saberem que isso poderia ocorrer no estádio.

"Apareceu a oportunidade. Ela não sabia de nada. Eu me inscrevi, eles me ligaram e eu respondi que sim. Depois contei a ela. Nós nos casaríamos em algum dia. Por que não nesse templo? Apressamos as coisas e estamos aqui, felizes", contou Colqui.

"Para mim, é um sonho me casar em La Bombonera. É muito mais bonito que em um cartório civil. Tivemos a sorte de o Daniel ter sido um dos vencedores", afirmou Cruz.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte