Topo

Esporte

Infantino desconversa sobre chance de Itália substituir Espanha na Copa

Sergei Karpukhi/Reuters
Gianni Infantino durante entrevista em Moscou Imagem: Sergei Karpukhi/Reuters

19/12/2017 17h49

O suíço Gianni Infantino, presidente da Fifa, desconversou nesta terça-feira sobre a possibilidade de a seleção da Itália substituir a da Espanha na Copa do Mundo, caso seja confirmada a ameaça de exclusão, devido interferência política na federação do país ibérico.

"É preciso se classificar no campo", se limitou a dizer o dirigente, em entrevista coletiva concedida aós cerimônia do Comitê Olímpico Italiano, realizada em Roma.

Nos últimos dias, a imprensa da Itália vem apontando para a possibilidade de a 'Azzurra', melhor ranqueada entre as seleções derrotadas na repescagem das Eliminatórias europeias para a Copa do Mundo, ser a primeira na fila, em caso de punição.

Segundo publicou na última sexta-feira o jornal "El País", a Fifa enviou carta questionando o pedido do Conselho Superior de Esportes (CSD), órgão autônomo, vinculado ao Ministério de Educação, Cultura e Esportes, para repetir as eleições da Federação Espanhola (RFEF), realizadas em 22 de maio deste ano, que reelegeu Ángel Maria Villar.

O CSD pediu repetição do pleito devido as acusações por administração desleal, apropriação indevida, fraude, falsidade ideológica e corrupção contra o ex-mandatário da entidade nacional, que chegou a ser preso.

Em comunicado, a RFEF garantiu que já foi feito contato formal da com o ministro de Educação, Cultura e Esporte, Íñigo Méndez de Vigo, e o secretário de Estado para o Esporte, José Ramón Lete, e é esperado o agendamento de um encontro com representantes da Fifa e da Uefa.

Mais Esporte