Topo

Esporte

Homem que agrediu Sterling é condenado a 16 semanas de prisão

20/12/2017 15h17

Londres, 20 dez (EFE).- O homem acusado de agredir física e verbalmente com insultos racistas o atacante Raheem Sterling, do Manchester City, foi condenado a 16 semanas de prisão, segundo informou a imprensa britânica nesta quarta-feira.

Os fatos ocorreram horas antes da partida do último sábado entre City e Tottenham, quando o acusado esperou que Sterling chegasse ao campo.

No momento em que o atacante inglês chegou ao túnel de jogadores, Karl Anderson, de 29 anos, utilizou insultos racistas e chutou Sterling. Em comunicado, o jogador afirmou que não pensava que estas coisas continuavam a acontecer em um país como este (Inglaterra)".

O atacante não sofreu nenhuma lesão grave, mas sentiu dores na região posterior da coxa devido aos golpes.

Anderson se declarou culpado e foi condenado a 16 semanas de prisão, além de ter de pagar uma indenização de 100 libras esterlinas e um novo agravo de 115 libras à vítima. O advogado de Anderson afirmou que o seu acusado "pede desculpas a Sterling" e que se arrepende "amargamente" do que fez.

Após a agressão, Sterling marcou dois gols na goleada de 4 a 1 do Manchester City sobre o Tottenham no Etihad Stadium, pela 18ª rodada do Campeonato Inglês.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte