Topo

Copa 2018

Federação peruana comemora redução de pena de Guerrero: sanção proporcional

Marcos Brindicci/Reuters
Guerrero durante jogo contra a Argentina em outubro; ausência na repescagem Imagem: Marcos Brindicci/Reuters

21/12/2017 00h14

A Federação Peruana de Futebol (FPF) declarou sua "felicidade" nesta quarta-feira com a decisão da Comissão de Apelação da Fifa de reduzir para seis meses uma suspensão aplicada atacante Paolo Guerrero, o liberando para defender o Peru na Copa do Mundo da Rússia.

"Como todos os peruanos, na FPF recebemos esta notícia com muita alegria por Paolo e sua família. Reiteramos que todos os peruanos unidos podemos superar adversidades, como demonstramos. Força, Paolo", disse a FPF, através de um comunicado.

A Comissão de Apelação da Fifa informou hoje que o recurso interposto por Guerrero foi "parcialmente" aceito e decidiu reduzir a suspensão "depois de analisar todas as circunstâncias específicas do caso, em particular o grau de culpa do jogador".

Considerando, nesse sentido, que "um período de inadmissibilidade de seis meses é uma sanção proporcional".

Após manifestar a sua satisfação, o advogado Pedro Fida declarou à emissora peruana "RPP Noticias", que a defesa do atacante do Flamengo vai apelar na Corte de Arbitragem Esportiva (CAS) "o mais rápido possível para anular por completo o pedido de suspensão".

Fida enfatizou que "a Fifa descartou expressamente o consumo de cocaína ou de qualquer droga social por Paolo Guerrero", ao aceitar as provas a respeito da contaminação e ao consumo despercebido de um chá, supostamente contaminado com substâncias proibidas.

"Estamos muito conscientes de que o caso do jogador Guerrero nos permite conseguir uma absolvição numa terceira instância", indicou.

Nesse sentido, Fida observou que "não existe a possibilidade do CAS aumentar o pedido de suspensão" contra o atacante.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!