Topo

Esporte

Barça emplaca 3ª vitória seguida no Bernabéu e caminha rumo a título espanhol

23/12/2017 12h02

Madri, 23 dez (EFE).- Derrotado pelo rival duas vezes no começo de temporada, pela Supercopa da Espanha, o Barcelona obteve a revanche em grande estilo neste sábado e deu um passo importante rumo ao título do Campeonato Espanhol ao vencer o Real Madrid por 3 a 0 no estádio Santiago Bernabéu.

Após um primeiro tempo de domínio dos donos da casa, a equipe visitante reagiu e marcou dois gols com uma primeira metade fulminante de etapa final.

Luis Suárez abriu o placar, e Messi, em um pênalti que resultou na expulsão de Carvajal, anotou o segundo, tornando-se o maior artilheiro do mundo em 2017, com 54 gols, um a mais que Cristiano Ronaldo, que teve atuação discreta em 'El Clásico', Lewandowski e Cavani. Aleix Vidal colocou a última pá de cal ao marcar o terceiro nos minutos finais.

A vitória foi a terceira seguida do Barça sobre o Real no Bernabéu em jogos por 'La Liga', algo que jamais havia acontecido na competição. Com ela, a equipe dirigida por Ernesto Valverde foi a 45 pontos no campeonato, nove a mais que o segundo colocado, o Atlético de Madrid, que ontem perdeu para o Espanyol por 1 a 0 e tem 36.

Já o atual campeão aparece apenas em quarto lugar, com 31, atrás também do Valencia, que soma 34 e ainda neste sábado jogará contra o Villarreal no Mestalla.

O resultado foi especial para Valverde, que havia sido derrotado nas outras cinco vezes em que enfrentou o treinador rival, Zinedine Zidane, três quando ainda dirigia o Athletic Bilbao.

Com dores na panturrilha, Cristiano Ronaldo chegou a ser dúvida para o jogo, mas entrou em campo normalmente, e os donos da casa atuaram com força máxima. Zidane surpreendeu ao escalar Kovacic e montar o time em um 4-2-2-2, deixando Isco e Bale entre os reservas.

Já o Barça teve dois desfalques, o zagueiro Umtiti, substituído por Vermaelen, e o atacante Deulofeu, que abriu espaço para que Paulinho fosse titular mais uma vez. Assim, Rakitic atuou um pouco mais adiantado.

A partida teve a presença no estádio do atacante Vinicius Júnior, contratado pelo Real Madrid, mas que ainda vem jogando pelo Flamengo. Ele deverá se apresentar a Zidane no meio do ano que vem, quando completará 18 anos.

Logo aos dois minutos de bola rolando, o time anfitrião balançou a rede, mas o lance foi corretamente anulado. Depois do escanteio, Varane desviou e Cristiano Ronaldo, impedido, completou de cabeça para o gol.

O Real marcava forte e tinha mais a bola no começo, o que lhe permitia criar mais chances. Aos dez, Marcelo lançou e Kroos ajeitou para Cristiano, que furou de maneira bisonha e surpreendente. Carvajal ainda ficou com a sobra, mas foi bloqueado.

O craque português não fez um bom começo de clássico, e voltou a desperdiçar um bom ataque aos 20 minutos. Ele foi acionado na ponta e poderia ter tocado para o meio, mas preferiu tentar resolver sozinho e carimbou a marcação.

O Barça enfim levou perigo aos 29 em uma jogada que vem se tornando característica do time. Messi lançou da meia direita para a área, Paulinho, como elemento surpresa, bateu de primeira e Navas fez linda defesa.

A resposta foi dada um minuto depois. Marcelo passou para Cristiano Ronaldo, que finalizou rasteiro com força. Ter Stegen salvou os 'blaugranas' com o pé esquerdo, desviando para escanteio. Quatro minutos depois, o camisa 7 rolou para Benzema, que arrematou rente à trave esquerda.

O jogo foi ficando equilibrado, com oportunidades para os dois lados. Messi deu outro bom passe para Paulinho aos 38, mas mais uma vez Navas parou o brasileiro. Em seguida, aos 41, Marcelo cruzou na medida para Benzema, e o centroavante acertou o poste esquerdo.

Depois do intervalo, o Real se manteve por mais tempo no campo de ataque, o que acabou não sendo bom negócio, já que a equipe se desorganizou na defesa e sofreu um gol, aos oito minutos.

Busquets iniciou o contra-ataque passando para Rakitic, que disparou de antes do meio de campo, acelerou e tocou para Sergi Roberto, que colocou na área para Luis Suárez. O centroavante bateu de primeira por baixo e fez 1 a 0.

A retaguarda 'blanca' continuava bagunçada, e 'Luisito' quase ampliou três minutos depois. Messi fez o giro no meio e passou para o uruguaio, que acertou a rede, mas pelo lado de fora.

Aproveitando o bom momento, o Barcelona foi para cima e praticamente matou o jogo aos 18 minutos. Suárez chutou, e Navas fez linda intervenção, mas deu rebote. Messi o driblou e deu de novo para o parceiro de ataque, que carimbou a trave. Na sobra, Paulinho cabeceou e Carvajal tirou com a mão, e o árbitro marcou pênalti.

O prejuízo foi grande para a equipe mandante, que teve o lateral-direito expulso e ainda sofreu o segundo gol. Messi cobrou a penalidade no canto esquerdo alto e ampliou a vantagem. Logo em seguida, Zidane recompôs a zaga e colocou Nacho em lugar de Benzema, que saiu bastante vaiado.

Após o baque inicial, o Real Madrid lançou-se novamente à frente, assumindo o risco de deixar a defesa ainda mais exposta. Bale, que entrara instantes antes na vaga de Kovacic, tentou duas vezes, aos 32 e aos 34, mas em ambas Ter Stegen fez a defesa.

Na parte final da partida, o time anfitrião foi para o abafa, mas levou o terceiro gol nos acréscimos, aos 47. Messi tentou evitar a saída de bola pela linha lateral na ponta direita e não conseguiu, mas a arbitragem deixou o lance seguir. O argentino então driblou Marcelo e tocou para Aleix Vidal, que bateu rasteiro e marcou o terceiro.



Ficha técnica:.

Real Madrid: Navas; Carvajal, Varane, Sergio Ramos e Marcelo; Casemiro (Asensio), Kovacic (Bale), Kroos e Modric; Cristiano Ronaldo e Benzema (Nacho). Técnico: Zinedine Zidane.

Barcelona: Ter Stegen; Sergi Roberto (Aleix Vidal), Piqué, Vermaelen e Alba; Busquets, Paulinho (André Gomes), Rakitic e Iniesta (Semedo); Luis Suárez e Messi.

Árbitro: José María Sánchez Martínez, auxiliado por Raul Cabañero Martínez e José García Gallego.

Cartões amarelos: Sergio Ramos (Real Madrid); Vermaelen e Busquets (Barcelona).

Cartão vermelho: Carvajal (Real Madrid).

Gols: Luis Suárez, Messi e Aleix Vidal (Barcelona).

Estádio: Santiago Bernabéu, em Madri (Espanha).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte