Topo

Esporte

Seul tomará medidas rápidas para que Pyongyang participe de PyeongChang 2018

02/01/2018 05h15

Seul, 2 jan (EFE).- O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, disse nesta terça-feira que seu governo tomará medidas rápidas para ajudar a Coreia do Norte a participar dos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang 2018, um dia depois que o líder norte-coreano, Kim Jong-un, dissesse que está disposto a enviar uma delegação.

"Espero que os Ministérios da Unificação e do Esporte apresentem de medidas de maneira iminente que restaurem rapidamente o diálogo entre o Norte e o Sul e façam com que seja uma realidade a participação de uma delegação da Coreia do Norte em PyeongChang 2018", disse o presidente durante uma reunião de seu gabinete.

As palavras de Moon acontecem depois que ontem, o líder norte-coreano assegurasse no seu discurso de Ano Novo que está aberto ao dialogo com o Sul para que seu país envie uma delegação para os Jogos de Inverno que acontecerão em território sul-coreano entre os dias 9 e 25 de fevereiro.

O discurso de Kim, que disse que está disposto a dialogar com Seul, foi o primeiro anúncio oficial sobre a disposição da Coreia do Norte em participar dos Jogos.

As Olimpíadas de Inverno acontecerão no mesmo ano do aniversário de 70 anos da fundação da Coreia do Norte, segundo lembrou Kim, enfatizando que será um ano "importante" para os dois países.

O presidente sul-coreano saudou hoje os comentários do líder norte-coreano e disse que são "uma resposta à proposta do seu governo de fazer dos Jogos de Inverno uma oportunidade inovadora para melhorar as relações Sul-Norte e estabelecer a paz".

Se realmente acontecer o diálogo entre os dois governantes sobre a participação de Pyongyang nos Jogos, será o primeiro contato desse tipo em mais de dois anos entre as duas Coreias.

Mais Esporte