Topo

Esporte

Ribéry revela mágoa por perda da Bola de Ouro de 2013 para Cristiano Ronaldo

08/01/2018 13h07

Paris, 8 jan (EFE).- O meia-atacante francês Franck Ribéry, do Bayern de Munique, mostrou ressentimento ao falar, em entrevista veiculada pela emissora "Canal +", sobre a entregada do prêmio Bola de Ouro, de 2013, quando ficou atrás do português Cristiano Ronaldo, que foi o vencedor, e o argentino Lionel Messi.

"Senti como se tivessem me roubado. Alguns franceses me apoiaram, mas não senti apoio unânime do meu país", disse o jogador, de 34 anos.

Ribéry havia conquistado em meados de 2013 a Liga dos Campeões da Europa, o Campeonato Alemão e a Copa da Alemanha, com o Bayern, mas ficou em terceiro na eleição, que teve resultado anunciado em janeiro do ano seguinte, com 23.26% dos votos.

Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, levou a melhor com 27,99%, enquanto Messi, do Barcelona, teve 24,72% da preferência.

"Vi com meus próprios olhos os franceses, técnicos, dizerem: é para Cristiano Ronaldo vencer. Acreditam que, em Portugal, preferiam que ganhasse Messi ou Ribéry? Tenho certeza que não", indagou o veterano.

A Fifa e a revista "France Football", que organizavam juntas a premiação, foram muito critidas na época, por adiarem as datas de votação até as repescagens para a Copa do Mundo de 2014, o que teria beneficiado CR7.

Em duelo entre Portugal e Suécia, o camisa 7 foi o grande craque, marcando um gol na ida e três na volta, carimbando o passaporte dos lusos para vir ao Brasil.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte