Topo

Esporte

'Azzurra' não deverá ter técnico antes de junho, diz presidente da federação

10/01/2018 17h06

Roma, 10 jan (EFE).- O ainda presidente da Federação Italiana de Futebol, Carlo Tavecchio, afirmou nesta quarta-feira que a seleção tetracampeã mundial, dificilmente, conseguirá contratar técnico antes de junho deste ano, devido os vínculos em vigor de profissionais com clubes europeus.

"Ninguém aceitará proposta, porque todos já estão com contratos assinados. Fazer um acordo para junho é difícil", disse o dirigente, em entrevista coletiva.

Tavecchio anunciou renúncia a função de presidente da Federação Italiana depois da eliminação da seleção para a Suécia, na repescagem das Eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2018. A saída, no entanto, só acontecerá no dia 29 deste mês, após assembleia da entidade.

Segundo o antigo mandatário da entidade, no dia seguinte ao segundo jogo com os suecos, no estádio San Siro, que terminou 0 a 0 - na ida, a 'Azzurra' perdeu por 1 a 0 -, ele próprio contatou "meia Europa", para encontrar substituto para Gian Piero Ventura.

Tavecchio não falou em nomes de possíveis comandantes da seleção italiana, mas a imprensa local aponta Carlo Ancelotti, atualmente desempregado, e Roberto Mancini, do Zenit São Petersburgo, como principais candidatos.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte