Topo

Esporte

Atacante do Brighton é detido por sonegar 1,1 milhão de libras no Reino Unido

24/01/2018 19h01

Londres, 24 jan (EFE).- O atacante Glenn Murray, do Brighton, e sua esposa foram detidos e libertados após responderem a interrogatório nesta quarta-feira por supostamente terem sonegado 1,1 milhão de libras (cerca de R$ 4,9 milhões) da Her Majesty's Revenue and Customs (HMRC), a Receita Federal do Reino Unido.

Segundo a emissora "BBC", agentes da HMRC foram à casa de Murray e Stacey em uma operação de busca e apreensão. Foram levados computadores, livros de contabilidade e registros financeiros.

"Um marido e uma mulher foram presos em uma residência de Brighton como parte de uma investigação, acusados de roubar 1,1 milhão de libras do HMRC", explicou um porta-voz do órgão.

"O casal foi interrogado e posteriormente libertado. Ambos estão sendo investigados", acrescentou o porta-voz.

Segundo o HMRC, Murray foi preso por não ter pago imposto de renda nem o IVA, um tributo sobre a venda de bens e serviços no Reino Unido.

Murray, de 34 anos, chegou ao Brighton em janeiro de 2017 e ajudou a equipe a subir para a primeira divisão do Campeonato Inglês. Nesta temporada, o atacante é o artilheiro da equipe, com sete gols.

Mais Esporte