Topo

Esporte

Nadal diz que não queria "criar um debate" após declaração sobre lesões

25/01/2018 15h51

Palma, 25 jan (EFE).- O tenista espanhol Rafael Nadal afirmou em sua chegada a Palma, após desistir do Aberto da Austrália durante as quartas de final por lesão, que não queria "criar um debate" sobre a quantidade de lesões que afetam ele e vários atletas do circuito.

"Quando há muitas lesões é porque alguma coisa acontece", declarou Nadal no aeroporto da ilha, onde desembarcou acompanhado por sua equipe, liderada pelo ex-tenista Carlos Moyá.

Nadal deve permanecer três semanas longe das quadras por uma lesão de grau 1 no Psoas Ilíaco do lado direito, de acordo com os exames realizados em Melbourne.

O tenista, no entanto, disse que suas declarações sobre o aumento das lesões entre atletas de elite de "forma alguma foram em benefício pessoal".

"A minha opinião (sobre as lesões) no torneio (de Melbourne), não foi uma opinião para imediato. Com 31 anos não peço nenhuma mudança de superfície, calendário e nem bolas, mas se dentro de alguns anos existir a possibilidade de realizar alguma mudança em benefício das futuras gerações de tenistas e melhorar a qualidade de vida deles, será muito positivo", explicou o jogador.

Nadal também respondeu a uma pergunta sobre se a lesão sofrida na Austrália, junto com outras em sua carreira, o fizeram pensar em aposentadoria.

"Não sei até quando vou jogar, se serão mais três, quatro ou cinco anos. Mas quando chegar esse momento saberei e não terei nenhum medo, mas agora não planejo minha aposentadoria. Os tenistas são super privilegiados por ter o circuito e as facilidades por praticar um esporte que tanto nos encanta desde crianças", disse.

O tenista insistiu que ao se referir à possibilidade de realizar mudanças no tênis para prevenir lesões, em "nenhum caso" o fez para seu benefício pessoal.

"Poucos esportes, como o tênis, se desenvolvem (basicamente) sobre superfícies de cimento, duras, muito agressivas, mas sou um jogador que expõe opiniões", comentou Nadal.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte